Veja os benefícios de Quase Todos os peixes

Você quer virar o gênio dos peixes, rei dos mares ou ter somente mais conhecimento desses nadadores?

Então prepare-se pois você chegou no lugar certo.
Certo, isso parece uma oferta de algum produto mas não é, você só estará diante do melhor artigo sobre peixes que você já leu em sua vida.

Nos próximos parágrafos você verá um compilado de informações de diversos tipos de peixes que pescamos ou comemos em nosso dia a dia.

Você verá seus benefícios, no que ele é rico, onde encontramos, sua aparência e outras coisas. 

Claro que vai ser em resumo de cada um para que a leitura fique mais simples e gostosa de apreciar mas com os pontos mais importante, mas sempre terá o link para um artigo mais completo caso queiro conhecer mais ainda daquele peixe.

E para manter objetivo, na parte da localização vamos focar somente no Brasil.
Está pronto para ser o centro das atenções da mesa quando for falar de peixes?
Vamos lá:

Traíra (Hoplias malabaricus)

Essa é uma predadora nata

A Traíra é muito conhecida e facilmente encontrada pelos rios brasileiros. Com um rostinho não tão bonito, de dentes afiados e mal encarada, é um exímio predador e sua carne é muito saborosa.

Aparência: de água doce, tem escamas, corpo cilíndrico, uma boca grande e dentes caninos bem afiados. Cor marrom podendo variar para preta acinzentada. Tem um tamanho de 60 cm em média e pode pesar até 5 kilos.

Habitat: Costuma ficar nos igarapés, lagoas, represas, açudes.

Onde é encontrada: Em todas as bacias hidrográficas do Brasil é fácil encontrar a Traíra.

É rica em: Cálcio e fósforo são os principais nutrientes.

Benefícios: ajuda a evitar a osteoporose, fortalece os ossos.

Calorias: uma porção de 100 gramas pode conter 84 calorias.

Preparo ideal: é um peixe que tem bastante espinhas, então ao ser frita, estas se quebram facilmente. Muito usada no pirão também. Caso tenha crianças, é bom um adulto conferir e retirar as espinhas antes de oferecer.

Robalo (Centropomus spp)

O Robalo não se decide se fica no Mar ou no Rio

Este belíssimo peixe de água salgada traz além de uma pescaria emocionante, uma fonte de nutrientes inesgotáveis que fazem valer a pena todo esforço da pesca. De carne saborosa, vale à pena conhecer um pouco mais sobre o Robalo.

Aparência: tem o corpo alongado e estreito, sua mandíbula inferior é maior que a superior. De cor acinzentada, tem reflexos esverdeados e a barriga é esbranquiçada. Na lateral tem uma listra negra que percorre todo o corpo até a cauda. Seu tamanho é em média de 1,2 metros e pesa até 25 kilos.

Habitat: Fica em águas costeiras, manguezais, baías. Embora seja de água salgada, o Robalo pode eventualmente ficar nos rios e estuários pois tem uma boa tolerância à variação de salinidade das águas.

Onde é encontrado: do Amapá ao Rio Grande do sul é fácil encontrar o Robalo.

É rico em:  o Robalo é rico especialmente em vitaminas do Complexo B, Cálcio, Vitamina A e C.

Benefícios: sua ação antioxidante reforça o sistema imunológico, melhora a memória e concentração além de ajudar muito na beleza dos cabelos e da pele.

Calorias: uma porção de aproximadamente 100 gramas de Robalo tem 125 calorias.

Preparo ideal: como sua carne se desfaz em lascas, o ideal é prepará-lo assado. 

Lambari (Astyanax bimaculatus)

Achamos ele em qualquer rio

O Lambari é um pequeno(e delicioso) peixe que é bastante conhecido. Seja como uma pescaria para toda família, seja como tira gosto, este simpático peixinho é muito maior no que diz respeito à saúde. 

Aparência: Peixe pequeno de água doce que tem de 10 à 15 cm de comprimento, com escamas, prateado e com nadadeiras que podem variar entre as cores preta, vermelha ou amarela. Alongado e comprimido, possui uma mancha de formato oval na lateral do corpo e outra pequena mancha que sai de sua nadadeira caudal.

Habitat: é muito comum em rios, riachos, lagos, represas e já é uma espécie que não se assusta tanto com o ser humano.

Onde é encontrado: É encontrado em todo território brasileiro.

Rico em: Manganês e Zinco são os pontos fortes de nutrientes deste peixe.

Benefícios: Fortalece a imunidade, os ossos, regula a glicose e auxilia no processo de cicatrização.

Preparo ideal: Como é um peixe pequeno, é comum ser servido frito.

Calorias: Em 100 gramas de Lambari frito, podemos encontrar 327 calorias.

 Tilápia (Tilapia rendalli)

A Tilápia é o segundo peixe mais consumido do mundo

A Tilápia é o peixe mais cultivado e comercializado do país e vem ganhando cada vez mais espaço. É comum nos pesqueiros, resiste às intempéries do clima e se reproduz o ano inteiro. Além disso, este sucesso se deve à sua carne branca, suave e leve, que pode render ótimos filés sem espinhas.

Aparência: peixe de água doce e de escamas, seu corpo é um pouco alto e comprimido. A sua cor é de um verde-oliva prateado, com algumas listras suaves verticais distribuídas no corpo. Sua nadadeira dorsal tem uma pequena área vermelha ou amarela. Pode chegar a 45 cm de comprimento e pesa em média, 2,5 kilos.

Habitat: Fica em águas mais paradas de lagos, lagoas e represas.

Onde é encontrada: A Tilápia é distribuída em todas as bacias hidrográficas do território brasileiro.

É rica em: Oferece uma quantia significativa de ômega 3, selênio, potássio, niacina(vitamina B3), vitamina B6 e B12; além de maior quantidade de fósforo.

Benefícios: Por ser rica em proteína e com baixo índice de gordura, auxilia nas dietas alimentares. A Niacina é uma vitamina que auxilia na remoção de substâncias tóxicas do organismo e acelera o metabolismo. O fósforo é um dos responsáveis pela qualidade óssea de nosso organismo.

Calorias: Em 100 gramas de Tilápia encontramos 129 calorias.

Preparo ideal: A textura e sabor suave permitem vários preparos diferentes, como assada, ao molho e na moqueca.

Tambaqui (Colossoma macropomum) 

O Tambaqui é forte e robusto

O Tambaqui é o segundo maior peixe de escamas do Brasil. É adorado pelos pescadores por proporcionar uma pesca muito emocionante. Forte e robusto, já teve registrado exemplares com mais de 40 Kg, porém hoje em dia o mais pesado que costuma-se encontrar pesa em média, 30 Kg.

Aparência: Peixe de água doce, com corpo em forma de um quase losango, alto, achatado, serrilhado na altura do peito. Em suas brânquias existem espinhos finos e longos. Tem uma coloração parda em cima e preta embaixo, mas esta cor pode variar bastante de acordo com a cor da água em que vive. Pode medir 90 cm e pesar até 30 quilos.

Habitat: Costuma ficar onde existem matas alagadas, com água mais calma e tranquila.

Onde é encontrado: Bastante comum na região Norte além de Mato Grosso, São Paulo, Goiás, Minas Gerais e Paraná.

É rico em: Ômega 3 é o forte da carne do Tambaqui.

Benefícios: Ajuda a manter as artérias desobstruídas através do colesterol “bom”(HDL).

Calorias: Em 100 gramas de Tambaqui encontramos cerca de 105 calorias.

Preparo ideal: Sua carne tem sabor marcante e possui espinhas largas que mais lembram costelas. É ideal para ser servido assado com farinha d’água.

Tucunaré (Cihla spp)

O tucunaré é um dos peixes que convidam pescadores do mundo todo para a América do Sul

O Tucunaré é um belíssimo peixe de água doce que representa a pesca esportiva de maneira espetacular por seu porte e beleza, não existe um pescador no Brasil que não o conheça.

Aparência: De acordo com o lugar que vivem tem a cor amarelada, avermelhada, cinza, preto e até azul. Mas todo Tucunaré tem uma mancha em seus cauda chamada ocelo. Pesa em média de 1 à 3 kilos, mas podem chegar à 10 kilos.

Habitat: Ficam em rios, lagoas, estuários e lagos. Costumam fazer seus “ninhos” debaixo de troncos ou embaixo de vegetação e galhos.

Onde é encontrado: na Bacia Amazônica e Araguaia-Tocantins, mas hoje em dia está muito bem distribuído pelos rios brasileiros.

É rico em: Ômega 3 e Vitamina D, principalmente.

Benefícios: Pode prevenir o mal de Alzheimer devido à alta concentração de Ômega 3 e é eficaz ao diminuir o risco de doenças cardíacas e AVC(Derrame). Como é rico em Vitamina D, melhora a absorção de Cálcio deixando ossos mais fortes.

Preparo ideal: o ideal é ficar o menor tempo possível no fogo, grelhado e na brasa pode conservar mais seus nutrientes.

Calorias: Uma porção de 100 gramas de Tucunaré oferece 102 calorias.

Carpa (Cyprinus carpio)

Essa é a Carpa Comum

A Carpa foi um dos peixes mais consumidos do mundo até o início da Revolução Industrial, ele é bem visto desde os tempos antigos e além de existir os mais bonitos que são aqueles coloridos que logo lembra o oriente, também temos a Comum que é a que mais usamos na culinária.

Aparência: A carpa comum tem uma boca pequena com um tipo de bigode que se chama barbilhão, esse funciona como antena para encontrar suas presas. Normalmente com uma cor cinzada a avermelhada. É um peixe de água doce, de escama (que tem forma de círculos) Seu corpo é mais curvado no dorso e mais reto na região da barriga ou abdômen. Estima-se que tem mais de 3000 espécies catalogadas.

Habitat: Elas vivem represas, lagos, lagoas e rios em todo o planeta. Elas preferem águas calmas e quentes mas pouco profunda e com uma vegetação boa para se alimentar.

Onde é encontrada: Vemos a carpa na região sudeste e sul do Brasil.

É rica em:  O seu ponto forte é que possui bastante proteína, 16% dela é só disson fonte de cobalamina, ferro, magnésio, potássio, iodo, cálcio, fósforo, vitamina B e E, antioxidantes e outros nutrientes

Benefícios: Como é rica em proteína ela é muito boa para completar seu prato em uma dieta. Além disso ela ajuda em muitas outras coisas: Diminui o risco de desenvolver anemia, problemas de sangue, disfunções cardíacas, doenças da tireoide, osteocondrose,  câncer. A carpa também ajuda a normalizar o funcionamento do sistema sanguíneo, fortalece o músculo cardíaco, acelera o metabolismo, além de outros benefícios.

Preparo ideal: O melhor jeito de prepará-la e o mais apreciado é assada, independente de onde for, na brasa, no forno, na churrasqueira a carne fica gostosa.

Calorias: 111,7 calorias a cada 100 gramas em seu estado bruto.

Pirarucu (Arapaima Gigas)

Esse é o rosto do Amazonas

O Pirarucu é o rosto da Amazônia e é muito conhecido no Brasil, pela sua beleza, tamanho e lendas de tirar o fôlego. Não tem aquele que o veja e não fique encantado com tal beleza.

Aparência: Ele é um peixe alongado, bem alongado por sinal, não é atoa que tem o título de gigante dos rios, ele é um dos maiores peixes de água doce do mundo, pode chegar a 3 metros e pesar até 200 kg! Ele tem a cabeça achatada e mandíbulas salientes, sua cor é marrom esverdeada, escura na parte do dorso e nas laterais é avermelhada até a cauda.

Habitat: O pirarucu gosta de águas com temperaturas agradáveis, amenas e rasas.

Onde é encontrado: Vemos ele em toda bacia amazônica na parte da América do Sul.

É rico em: O que se destaca nele é seu ômega 3 e 6, mas também é rico em ferro, potássio, cálcio e vitamina D.

Benefícios: Ele ajuda a proteger várias partes do corpo, como a retina, a pele, o coração. O pirarucu ajuda a reduzir o colesterol e triglicérides no sangue, fortalece o sistema imunológico, a saúde cardiovascular e o desempenho cognitivo, além de controlar a pressão e ajuda a tratar a depressão. 

Preparo ideal: O prato mais comum é ele recheado no forno que é servido pelos amazonenses principalmente no natal.

Calorias: Ele cozido só tem 98 calorias a cada 100 gramas

Piranha (Pygocentrus nattereri)

Não tenha medo dela, só frite

Esse com certeza deve ser um dos peixes mais conhecidos do mundo, principalmente por causa dos filmes do terror, mas não é bem assim. A Piranha não ataca aleatoriamente quem entra na água, o que se sabe mesmo é que ela tem uma carne bem apreciada e com fama de ser afrodisíaca.

Aparência: As espécies mais famosas tem o corpo com formato de losango, é cinza ou prateada com algumas manchas espalhadas pelo corpo e sua barriga é vermelha ou laranja. O que chama mais atenção é sua dentição que é somente uma fileira de dentes que lembram lâminas e são bem afiados.

Habitat: Ficam em rios e lagos, gostam de ficar embaixo de árvores que podem ter pássaros com filhotes, pois caso caiam na água elas ganham uma refeição.

Onde é encontrada: Vemos ela pelas Bacias Amazônicas, Prata, Araguaia-Tocantins, São Francisco e nos açudes do Nordeste.

É rica em: Não existem estudos sobre seu valor nutricional, o máximo que posso dizer que seu caldo tem a fama de ser Afrodisíaco. 

Benefícios: Se você quer potencializar a sua relação experimente o caldo.

Preparo ideal: Apesar do seu caldo ser famoso a maneira que muita gente gosta mesmo é ela assada ou frita.

Calorias: Em uma porção de 233 gramas do caldo ela tem somente 40 calorias.

Pintado (Pseudoplatystoma corruscans)

Por que será que o nome dele é Pintado?

Esse é bem conhecido pelos pescadores, principalmente por causa da sua puxada que é forte e dar uma pesca bem cansativa. Fora que sua beleza também chama atenção, esse é o famoso Pintado.

Aparência: É um peixe de couro que normalmente é cinza e, como diz o nome, cheio de pintas. Seu corpo é alongado, mas sua cabeça é achatada, grande e tem barbilhões bem grandes. O pintado pode chegar até 2 metros de comprimento e pesar 80 quilos.

Habitat: Vemos ele mais nos leitos dos rios, eles gostam de ficar entre os aguapés e aquelas pequenas ilhas flutuante e nos pontos de desemboque de águas.

Onde é encontrado: Encontramos ele na maioria das Bacias brasileiras principalmente na Bacia do Rio São Francisco e no Pantanal.

É rico em:  Ele tem bastante cálcio, fósforo, potássio, zinco, niacina, DHA e gorduras monoinsaturadas

Benefícios: As gorduras monoinsaturadas são boas para saúde do coração e ajustar o colesterol. Os demais nutrientes ajudam os ossos, músculos, ajuda no sistema imunológico, normaliza o ritmo cardíaco, dá mais energia e desacelera o envelhecimento, além de outros benefícios.

Preparo ideal: Por ter um gosto mais encorpado e não ter espinhas, a moqueca dele ou quando é feito assado é muito bem vindo para o nosso paladar.

Calorias: A cada 100 gramas da sua carne ele tem 152 calorias.

Corvina (Plagioscion Squamosissimus)

Na Semana Santa esse peixe é sucesso

A Corvina é outro peixe que os pescadores gostam pois não se entrega facilmente e ela é o peixe mais vendido na Semana Santa, nem a sardinha ganha dela.

Aparência: É um peixe de escamas, de coloração prata e azul. Seu corpo é achatado e sua boca é projetada para frente e com muitos dentes curvados e pontiagudos. Curiosamente ela também tem dentes na faringe mas a característica que se destaca é sua listra longitudinal preta no corpo todo que é encontrado em algumas espécies.

Habitat: Encontramos ela poços, remansos e reservatórios, prefere lugares fundos e meia água. Também vemos ela no mar.

Onde é encontrada: Vemos ela nas Bacias Amazônica e Araguaia-Tocantins.  também nos reservatórios das bacias do Rio Prata e São Francisco além dos açudes do Nordeste.

É rica em: Ela é fonte de cálcio, ferro e vitaminas do complexo B, D e K além do ômega 3.

Benefícios: Graças ao ômega 3 ela ajuda a diminuir a pressão das artérias, a taxas de triglicérides e colesterol, fora que diminui os riscos de ter doenças cardiovasculares e AVC. Os seus nutrientes ajudam oxigenar os glóbulos vermelhos e células musculares, ajuda na manutenção de ossos, dentes e ajuda na coagulação.

Preparo ideal: Sua carne é muito boa e fácil de ser preparada, o melhor jeito de preparar é assando ou cozinhando.

Calorias: A cada 100 gramas ela tem 104 calorias.

Bagre 

Os Bagres são cobiçados pela sua beleza

Esse aqui chama bastante a atenção, principalmente por causa do seu característico bigode, que funciona como um tipo de sensor, mas quando falado do Bagre não estamos falando de um peixe mas sim de mais de 2.200 espécies distribuídas em quase 40 famílias! O pintado que falamos acima é um tipo de bagre

Aparência: Ele pode ter milímetros ou até quase 6 metros, varia de espécie para espécie. O que todos têm em comum é que não possuem escamas, tem o corpo bem rígido e grosso, eles possuem 3 espinhas em suas nadadeiras que podem causar graves acidentes. E tem o bigode, é claro.

Habitat: A maioria prefere viver no fundo, nas águas mais escuras e profundas. Vemos eles em rios, lagoas, lagos e até em mares, eles se adaptam a diferentes condições do ambiente.

Onde é encontrado: Vemos ele pelo mundo todo, menos na Antártida. 

É rico em: Eles possuem bastante nutrientes como o cálcio, ferro, iodo, vitaminas A, B12, e D.

Benefícios: Bom para o seu cabelo, pele, sangue e prevenção de diversas doenças. Ele ajuda manter o metabolismo do seus sistema nervoso saudável e a produzir glóbulos vermelhos, além de diversos outros benefícios. 

Preparo ideal: O jeito de absorver melhor seus nutrientes e sabor é pelo ensopado.

Calorias: Ele possui 144 calorias a cada 100 gramas quando cozido

Truta (Salmo trutta fario)

As manchas da Truta é a característica que mais chama atenção

A Truta é um peixe que é conhecido pelo seu sabor e beleza. Parente próximo do salmão, ela chegou no Brasil somente na década de 40 e se adaptou muito bem.

Aparência: Ela possui um corpo alongado e com grandes escamas. Sua cabeça e seus olhos são grandes, suas mandíbulas são fortes e com dentes bem fortes. Sua cor varia da sua idade e local que vive mas no geral é castanho escuro a cinza e com a lateral mais clara, o que chama a atenção suas diversas manchas espalhadas pelo corpo.

Habitat: A truta é meio exigente quanto a água, ela que ser limpa, cristalina e oxigenada, a típica encontrada nas regiões frias das montanhas.

Onde é encontrada: Vemos ela pela região sul e sudeste, encontramos muito a Truta Arco ìris na Serra da Mantiqueira e nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

É rica em: Ela tem bastantes ômega 3, possui ácidos graxos além de vitaminas, fósforo e cálcio. É uma fonte bem alta de proteínas, chega ser maior que as carnes bovinas.

Benefícios: Graças ao ômega 3, a truta ajuda a diminuir o risco de ataque cardíaco e a formação de coágulos, diminui a pressão arterial e a gordura no sangue, além de diminuir o desenvolvimento de doenças respiratórias. Como tem bastante proteína e pouca caloria a truta é perfeita para dietas de emagrecimento.

Preparo ideal: Ela cai muito bem com molhos ou vinhos, então pode caprichar nas receitas, de ensopado ao com creme de leite, seu filé é muito bem apreciado grelhado ou assado também é bem apreciado e fácil de fazer.

Calorias: Possui 188 calorias a cada 100 gramas.

Pacu (Piaractus mesopotamicus)

É para ver ou PACUmer? 😀

O Pacu é um peixe que rende diversos trocadilhos graças ao seus nome. Existem cerca de 20 espécies no Brasil, em alguns lugares ele é conhecido como CD graças ao seu formato que lembra o disco. O que muita gente não sabe é que ele é parente da piranha, mas que diferente dela ele é bem calmo e convive em harmonia com outras espécies.

Aparência: Seu corpo tem o formato de disco, é alto, comprido e tem diversas pequenas escamas. Normalmente tem uma cor cinza que é mais escuro na parte dorsal e que vai clareando em direção à barriga. Suas nadadeiras são escuras, com exceção da pélvica, anal e caudal que é alaranjado ou esbranquiçado. O que chama atenção é seu focinho curto e dentes que parecem os de uma pessoa.

Habitat: Eles ficam em rios e lagoas na época de cheia, preferem ficar sempre em águas mais calmas.

Onde é encontrado: Vemos ele no Norte e Nordeste, principalmente no Pantanal Matogrossense, rios da Amazônia e na Bacia de Prata.

É rico em: Ele tem ômega 3, vitaminas A e D

Benefícios: Excelente para saúde dos olhos, pele e aumenta resistência a infecções. Além de absorver bem o cálcio graças a vitamina D que não encontramos tão facilmente em alimentos.

Preparo ideal: Ele é perfeito para se comer grelhado ou assado, aproveitando melhor a carne nas suas grandes espinhas.

Calorias: Em 100 gramas de Pacu encontramos 292 calorias.

Pirarara (Phactocephalus hemeliopterus)

Uma das 2200 espécies de Bagres existentes

Olha outra espécie de bagre aí, esse é dos grandes, o Pirarara é conhecido como o Tubarão de Água Doce e muita gente acredita que pode comer até pessoas. Ele é muito bonito, ao ponto de ser usado em aquários e ornamentações.

Aparência: Seu nome significa Arara Vermelha, isso é por causa da sua barbatana dorsal que tem a coloração avermelhada e lembrando a Arara. Seu corpo é comprido, pode chegar a 1,5m e pesar 80 kg, tem a cabeça bem e bem ossificada. Ele é cinza escuro e na parte de baixo é branco, por isso é conhecido como tubarão. Assim como qualquer outro bagre ele tem seus bigodes e ferrões.

Habitat: Ele costuma ficar em poços, canais de rios, várzeas e igarapés. Ele não se dá bem com o frio.

Onde é encontrado: Vemos o Pirarara no Rio Araguaia, Amazonas e Tocantins.

É rico em: Não se tem muito estudo sobre ele, mas ele tem 0 de carboidratos.

Benefícios: Não se tem muito ao se alimentar dele, nem muita gente come.

Preparo ideal: Como tem um sabor forte tem que ter cuidado no preparo, o ideal é tirar o máximo da gordura que poder e fazer um boa moqueca com molho de côco.

Calorias: A cada 100 gramas ele tem 144 calorias

Aruanã (Osteoglossum bicirhosum)

Que peixe Majestoso

O Aruanã é conhecido como Macaco D’Água por pular até 1 metro para pegar suas presas na superfície, cipós ou galhos. Tem uma lenda muito boa que um ótimo gosto de ler e orgulho de ser Brasileiro por ter um história tão bela. Existe um espécime chamado de Aruanã Prateado é um híbrido raro que não apresenta nenhuma mancha no corpo, ele é considerado um dos peixes mais caros do mundo.

Aparência: Ele é um peixe de água doce, com o corpo bem alongado e comprido. É coberto de escamas, que são brancas mas que ficam bem avermelhadas quando chega a época de reprodução. O seu dorso tem uma tonalidade verde escura, sendo o meio das escamas prata ou dourada. O curioso dele são seus barbilhões que ficam na ponta do queixo e que servem para procurar alimento.

Habitat: Gosta de pequenos rios e igarapés, ele também fica em lugares onde a floresta está inundada. 

Onde é encontrado: Vemos ele nas Bacias Amazônicas e Tocantins-Araguaia.

É rico em: Ele tem bastante proteínas, pouca gordura e carboidrato.

Benefícios: Pela descrição acima ele é perfeito para usar em uma dieta.

Preparo ideal: Ele é bem saboreado ao molho ou assado

Calorias: Oferece somente 110 calorias a cada 100 gramas.

Cascudo (Loricariidae)

Quer um limpador de aquário natural? Tenha um cascudo

Ele é um peixe muito interessante, o Cascudo também é conhecido como Faxineiro do aquário ou Limpa Vidros. Isso por causa da sua mania de limpeza, mas o nome Cascudo se dar ao couro duro que é sua pele.

Aparência: Existem mais de 40 espécies catalogadas em toda América do Sul, mas no geral o Cascudo é um peixe que possui uma couraça por todo corpo. Essa couraça são placas ósseas que se distribui entre 3 a 4 fileiras que dão uma sensação áspera por todo seu corpo. Sua cor é parda com manchas pretas, menos sua barriga que não tem nenhuma. Sua boca é ventral, fica para baixo.

Habitat: Ele ficam nos fundos das águas de rios ou lagos com pouco correnteza.

Onde é encontrado:  Vemos ele por toda América do Sul, mas mais no Rio Paraíba.

É rico em: Varia de espécie mas no geral são bem nutritivos, apesar de não ter tanto estudo sobre sua parte nutricional já que só mais consumido na Amazônia, fora isso ele é mais ornamental.

Preparo ideal: O preparo mais simples e saboroso de fazer é a sua Moqueca

Calorias: Em 100g de cascudo sem tem 111 calorias.

Dourado (Salminus maxillosus)

Que saltos!!

Você consegue imaginar a cor desse peixe? Isso mesmo o Rei do Rio é da cor dourada e amado pelo pescadores pois tem um temperamento forte a hora que é fisgado, além de ver essa beleza saindo da água. Tudo isso ao lado de uma lenda de prender a atenção de qualquer um, o peixe Dourado é incrível.

Aparência: Ele é um peixe de escamas, sendo que cada uma delas tem um risco preto, o que dá a impressão que é cheio de linhas. Sua cabeça é grande, sendo que a boca ocupa metade dela. Eles vão crescendo e a sua cor dourada vai ficando mais evidente, além das barbatanas e a parte de baixo ficar avermelhada.

Habitat: Gostam de ficar em águas rápidas, com as cachoeiras, corredeiras, barrancos e galhadas no meio dos rios.

Onde é encontrado: Vemos ele na Bacia do Rio São Francisco e na Bacia do Prata.

É rico em: Ele tem cálcio, potássio e vitamina D e pouquíssimas calorias.

Benefícios: Ele ajuda na regeneração dos tecidos e regula a pressão arterial e o pH do sangue.

Preparo ideal: Ele cai muito bem assado ou em moqueca por causa da sua textura firme

Calorias: A cada 100 gramas ele tem 80 calorias.

Piau (Leporinus friderici)

O que o Michael Jackson Respondeu quando perguntaram para ele qual o nome que se dar ao número 3,14?
PIau! 😀

Ele é o responsável pelo nome do estado Piauí, o que chama mais atenção nesse peixe é seus dentes juntos que lembra o do coelho e pelas 3 manchas em suas laterais, que é a característica principal do Piau.

Aparência: Ele é um peixe de corpo alongado, com escamas prateadas e 3 manchas escuras nos lados. Sua nadadeiras são levementes douradas, menos a caudal, que é escura.

Habitat: Gosta de poços, margens de rios, correntezas, remansos e áreas alagadas.

Onde é encontrado: Vemos ele pelas Bacias Amazônica, Araguaia-Tocantins e Prata.

É rico em: Ele tem bastante ferro, possui cálcio e uma boa quantidade proteína

Benefícios: Ajuda a prevenir a anemia e ajuda a produzir mais células vermelhas, ajudando seus músculos, sangue, cabelo, pele e unhas, além de combate o cansaço.

Preparo ideal: Ele é bem recomendo feito assado, além de ser bem simples fazer.

Calorias: A cada 100 gramas de Piauí tem 264 calorias.

Pescada Branca (Merluccius merluccius)

É um peixe saudável e quase sem espinhas

A Pescada Branca é um peixe de água salgada bem popular em nosso país, isso é por causa dela praticamente não ter espinha, além de ser uma bela pesca.

Aparência: Tem um corpo alongado e um pouco comprido, com uma boca pontuda e mandíbula projetada para frente. Seu dorso tem uma cor prateada com reflexos um pouco avermelhados, suas laterais são claras e sua barriga branca.

Habitat: Gosta de ficar em zonas profundas no inverno, principalmente pela noite pois de manhã ela vai colunas de água para se alimentar 

Onde é encontrada: Vemos ela mais no sudeste e em parte do sul do Brasil

É rica em: O que chama atenção é que tem bastante proteína, além de ser pouco calórica e com vitaminas do complexo B, fósforo, potássio e o famoso ômega 3

Benefícios: É um peixe bastante recomendado para dietas por ter bastante proteína e ajuda bastante sua saúde, prevenindo de doenças cardiovasculares, Alzheimer e outras.

Preparo ideal: Grelhado é a melhor opção e se acompanhada por um limão então…

Calorias: São somente 100 calorias a cada 100 gramas de Pescada Branca.

Tuvira (Gymnotus spp)

Essa aqui sobra na mão dos pescadores por ser uma boa isca viva

A Tuvira é um tipo de peixe elétrico, mas que não traz nenhum risco ao ser humano, esse peixe tem 39 espécies conhecidas, além de ter fósseis de 7 milhões de anos, então podemos dizer que ele é um pouquinho velho.

Aparência: Ela é um peixe comprido, quase sem escamas, de coloração parda, cinza amarronzado e algumas espécies têm até listras. Sua nadadeira anal é bem comprida, vai da barriga até o fim do seu corpo. Não possui nadadeiras dorsais, ventrais e muitas vezes, nem a caudal. Eles nadam por movimentos de onda, são lentos e desajeitados. Lembra muito a enguia.

Habitat: As tuviras grandes vivem perto de vegetação flutuante pelas bordas dos rios ou planícies inundadas. Os menores vivem entre folhas ou perto de bancos de pequenos riachos.

Onde é encontrada: Vemos ela em boa parte do nordeste, nos rios Guianas e nas Bacias do Orinoco, Amazonas e Rio da Prata.

É rica em: A tuvira não é muito consumida, é usada mais como isca viva para pescar outros peixes.

Preparo ideal: Ela é preparada como enguias, normalmente em ensopados.

Calorias: Em 100 gramas de Tuvira temos 187,5 calorias.

Piraíba (Brachyplaystoma filamentosum)

No rio só perde para o Pirarucu em tamanho

Esse é mais um bagre, e que bagre meu amigo. O Piraíba é o segundo maior peixe de água doce do Brasil, chegando a quase 3 metros e 300 quilos. Ele só per para o Pirarucu.

Aparência: Ele possui um corpo roliço, cabeça chata e com pequenos olhos que ficam na parte de cima. Os seus bigodes chamam a atenção pois pode chegar a ter duas vezes o tamanho do próprio corpo. Quando novos eles têm uma coloração clara com manchas escuras e redondas que somem com o tempo, quando ficam adultos a cor cinza e marrom predomina mas sua barriga fica clara.

Habitat: Gostam de ficar nos fundos dos rios, no canais de águas claras ou turvas.

Onde é encontrado: Vemos ele nas Bacias Araguaia e Amazonas.

É rico em: O piraiba tem uma fama que sua carne faz mal, mas nada comprovado. O que se sabe que encontramos ele nos mercados e peixarias com o nome Filhote, que nada mais é que o piraíba mais jovem, tem um sabor itenso e sua carne é branca e encorpada.

Preparo ideal: Graças a sua carne, ele é bem aproveitado em ensopados.

Calorias: Uma porção de 100 gramas apresenta 228 calorias.

Xaréu (Caranx hippos)

Esse aqui quase fala

Esse é outro que os pescadores gostam muito, no mar ele dá uma aventura e tanto pois briga muito. É interessante que quando capturado o Xaréu emite um som através da sua traqueias, fora que é muito bonito.

Aparência: É um peixe de escamas, é oval e comprido com cabeça volumosa e focinho redondo. O xaréu tem um tom azulado no dorso, mas na lateral é prata junto com dourado e na parte de baixo ele tem um tom amarelo.Sua nadadeira do peito tem uma manchinha negra e outra perto das guelras. Quando mais novo ele apresenta 5 listras verticais pelo corpo e mais uma na cabeça

Habitat: Ele gosta de águas mais costeiras, como as dos portos e nas baías protegidas pois gosta de recifes de corais. Ele aguenta vários níveis de salinidade na água então você poderá ver ele em águas salobras quando está subindo rios costeiros.

Onde é encontrado: Vemos eles nos mares do Amapá até o Rio Grande do Sul.

É rico em: Tem bastante vitamina B6, B12, Fósforo, potássio e selênio.

Benefícios: Combate os radicais livres, bom para perder peso, aumentar o imunidade, ganho de massa muscular, fortalecimento dos ossos, prevenção de doenças cardiovasculares e ajuda manter o metabolismo do sistema nervoso.

Preparo ideal: O jeito mais gostoso de se preparado é assado com recheios.

Calorias: A cada 100 gramas ele tem 124 calorias.

Curimatã (Prochilodus lineatus)

Ele só come no fundos dos rios

O Curimatã é um peixe bem intrigante e os pescadores gostam. Ele tem uma boca que se projeta para frente, sendo que seis dentes são finos, atrofiados e em fileiras, logo ele se alimenta por sucção.

Aparência: Ele é tem um corpo comprido, é todo cinza prateado mas suas parte de baixo e de cima são levemente mais escuras. Sua boca é um tipo de ventosa que usa para se alimentar dos fundos dos rios. 

Habitat: O Curimatã gosta de ficar em barragens, lagos, açudes e pesqueiros. Sempre no fundo para poder se alimentar de restos orgânicos.

Onde é encontrado: Vemos mais ele na Região Norte, Centro-Oeste, Nordeste mas também encontramos em São Paulo, Minas Gerais e no Paraná.

É rico em: Ele é uma excelente fonte de proteína.

Benefícios: Seu sabor é marcante e lembra a carpa, é muito bom para se comer em dietas.

Preparo ideal: É muito gosto frito ou assado acompanhado por rodelas de limão.

Calorias: Ele tem cerca de 235 calorias a cada 100 gramas

Bicuda (Boulengerella cuvieri)

Sua agilidade é impressionante!

Seu nome já diz tudo, a Bicuda é reconhecida de longe graças a seu bico bem alongado. Por ter muita graça e agilidade muitos pescadores se empolga quando a pegam e se deslumbram com seus saltos.

Aparência: É um peixe de escamas, tem o bem alongado, fino e roliço. Sua cor varia da espécie mas no geral é prata com o dorso cinza, preto ou marrom que muda de acordo com a água que mora, as suas laterias e sua barriga são prata. Uma característica geral da espécie é a mancha que tem no meio da nadadeira caudal. Algumas apresentam pintas pretas espalhadas por todo o corpo. Seu bico é comprido, pontudo e extremamente resiste.

Habitat: Elas gostam de ficar na superfície e meia-águas, bocas de rios e igarapés. É fácil encontrar ele em ilhas e recifes dos rios.

Onde é encontrada: Vemos ela pelo Rio Amazonas, Rio Essequibo, Rio Oiapoque, Rio Orinoco, e no Rio Tocantins. Encontras eles também nos rios do Amapá e Pará.

É rica em: Tem bastante vitamina B12, selênio, fósforo e Manganês.

Benefícios: Ajuda na controlar a glicose do sangue, absorção do cálcio, cicatrização, melhora a imunidade, proteção muscular, ajuda os rins, coração e cérebro a trabalharem direito, entre outros.

Preparo ideal: Apesar da aparência sua carne é bem gostosa e fácil de preparada, principalmente se for assada.

Calorias: A cada 100 gramas ela tem 136 calorias.♫

Cachara (Pseudoplatystoma fasciatum)

Parece o Pintado, mas não é!

♫ Olha mais um bagre aê, gente ♫ Dessa vez é o Cachara, assim como os outros apresentados, ele é belíssimo e com a diferença que é todo cheio de listras que parecem vírgulas. Só não confunda com o Pintado.

Aparência: É um peixe de couro com o corpo alongado e roliço. Sua cor é cinza escuro na parte dorsal e que vai clareando quando passa pelo ventre, sua parte de baixo é toda branca. Seu corpo é coberto de manchas escuras em formato de faixas. A cabeça dele ocupa quase ⅓ de todo o seu corpo, sendo que ele cresce até pouco mais de 1,20 metros e a pesar 25 quilos

Habitat: Costuma ficar nos canais dos rios, poços fundos e grandes, igapós, matas inundadas e até em praias.

Onde é encontrado: Vemos ele nas Bacias Amazônicas, Araguaia-Tocantins e Prata.

É rico em: Não se tem muitos estudos sobre suas propriedades mas podemos assimilar com a dos outros bagres, que é cálcio, ferro, iodo, vitaminas A, B12, e D. Mas lembrando que não muita gente não tem o costume de comer esses peixes

Preparo ideal: Ele é bem aproveita quando se é feito uma Moqueca.

Calorias: Ele tem somente 107 calorias a cada 10 gramas.

Raia (Potamotrygon falkneri) 

Muito cuidado com ela!

É difícil ver alguém que não conheça esse peixe(sim, é um peixe), a Raia ou Arraia é belíssima e podemos ver ela tanto na água doce quanto na salgada. Vamos descrever as que vemos nos rios

Aparência: Ela é um peixe cartilaginoso, não tem ossos. Seu corpo é todo achatado, em formato de disco, ela é toda marrom ou cinza, coberta de manchas. Sua nadadeiras do peito formam um tipo de orla em volta do seu corpo e são unidas perto ao focinho. A sua boa fica na parte de baixo, ela possui dentes pequenos, largos e achatados, mas sem pontas. A raia tem uma cauda longa.
Uma característica que todos devem saber: ela tem um espinho muito venenoso na cauda, na parte de cima e que pode ser letal para os humanos.

Habitat: Ela costuma ficar no fundo dos rios e de vez em quando ela se enterra na lama nas partes rasas

Onde é encontrada: Vemos ela por todo o Brasil, principalmente na Bacia Amazônica.

É rica em: Fonte de sódio, cálcio, zinco, fósforo e vitaminas do complexo B

Benefícios: Ajuda na digestão. saúde dos ossos, dentes e unhas. Além de melhorar o funcionamento do metabolismo, dando mais energia para o nosso dia a dia.

Preparo ideal: Ela é muito bem apreciada frita ou em ensopado.

Calorias: Em 100 gramas de Arraia temos 97 calorias.

Sardinha (Sardinops sagax)

A sardinha é deliciosa e saudável

Esse é um dos peixes mais consumidos do mundo, a Sardinha no Brasil chegar a dominar 90% do mercado de peixes em alguns estados. É um peixe tradicional e que alimenta as pessoas desde muito tempo atrás.

Aparência: É um peixinho de água salgada que chega até 25 cm de comprimento. De escamas de cor prateada ou azulada, ela tem somente uma barbatana nas costas e nem possui espinhas nas barbatanas inferiores.

Habitat: A sardinha vive em águas rasas e ficam em cardumes gigantes para se proteger.

Onde é encontrada: Vemos ela ao redor de todo o globo.

É rica em:  É um dos peixes mais ricos em nutrientes, ótima fonte de cálcio, selênio, fósforo, vitamina D, B12 e ômega 3.

Benefícios: Melhora o nível do colesterol, ajuda o metabolismo, funções cognitivas, o sistema imunológico, nas saúdes dos ossos, na imunidade, no trabalho dos rins e muitas outras coisa que encheria essa página de informação, em resumo, é muito bom para sua saúde você se alimentar dela.

Preparo ideal: O jeito que muita gente gosta é fritando ela ou grelhando mas pode ser usar para muitas receitas, muita gente coloca até no macarrão para dar mais sabor e ficar nutritivo.

Calorias: Vemos somente 146 calorias em 100 gramas de sardinha

Tainha (Mugil brasiliensis)

A tainha é bem famosa na culinária

Essa também caiu no gostinho brasileiro, a Tainha é muito comprada devido ao seu fácil acesso, como a sardinha, e o seu preço baixo. Os pescadores também gostam muito dela pela briga que ela compra no anzol.

Aparência: É um peixe de escamas de cor prateada, seu corpo é comprido e sua cabeça é um pouco pontiaguda e achatada. Ela tem duas barbatanas dorsais que são bem separadas

Habitat: Ela costuma fica nas águas costeiras na parte do fundo. Em época de reprodução elas vão para os rios, espera o filhote quase nascer e voltam para o mar. 

Onde é encontrada: Vemos ela pelo mundo todo e no Brasil vemos ela do Amapá ao Paraná

É rica em: Fonte de ômega 3, vitamina D, proteínas, cálcio e fósforo

Benefícios: Ajuda a prevenir o Alzheimer graças ao ômega 3, alivia a artrite, melhora o metabolismo, ajuda a absorver outros nutrientes e cuida da saúde dos seus ossos e dentes e graças a sua proteína e pouca caloria a Tainha é muito boa para dietas.

Preparo ideal: Seu nome vem do latim e significa literalmente “Frito ou Grelhado na frigideira” então já sabe como preparar, né?

Calorias: Ela tem somente 117 calorias a cada 100 gramas

Vermelho (Lutjanus sp)

Eis o motivo do peixe se chamar Vermelho

A característica principal do peixe Vermelho é óbvia, a coloração vermelha por todo seu corpo, inclusive nos olhos, chama bastante a atenção. O mais comum é o Cioba que além de belíssimo ele tem um carne saborosa.

Aparência: O peixe vermelho tem o corpo alongado e largo, nos seus lados ficam listras amareladas em cima da coloração levemente avermelhada. Sua cauda tem o formato de meia-lua, já sua nadadeira dorsal é fracionada enquanto a anal tem formato agudo

Habitat: Ele gosta de ficar em águas abertas e profundas das costas, em lugares com pedras e cascalhos nos fundos, ao redor de ilha, em formações de coral.

Onde é encontrado: Vemos ele do Amapá até o Paraná.

É rico em: Tem uma boa fonte de vitaminas do complexo B.

Benefícios: Essas vitaminas já de extrema importância para o nosso cérebro, combatendo o estresse e melhorando o sistema imunológico.

Preparo ideal: É um peixe muito bom para se fazer aquele escabeche caprichado. 

Calorias: Em 100 gramas do peixe vermelho vemos 128 calorias.

Peixe Espada (Trichirus lepturus)

Uma coloração do prata quase ao incolor

O Peixe Espada causa muita confusão pois ele temos dois tipos: o Peixe Espadarte, aquele que tem um narigão bem pontiagudo, e o outro é conhecido como Marlim Azul, que é bem voraz e agressivo, o que dá uma emoção e tanto ao pescador.

Aparência: É um peixe com corpo bem alongado e comprido, parece uma fita de cor prateada, sendo que pode chegar a 2 metros de comprimentos e pesar 4 quilos. Sua boca tem dente bem pontiagudos e com uma mandíbula bem forte. Seus olhos são grande e possui somente uma nadadeira que é a dorsal.

Habitat: Gosta de ficar em águas costeiras, baías, mangues e estuários, em locais profundos, perto dos 350 metros.

Onde é encontrado: Vemos ele pelo mundo todo, não é difícil de encontrar.

É rico em: Tem bastante ômega 3 e selênio.

Benefícios: Ele é antioxidante, ajuda o coração e a prevenir doenças degenerativas, melhora sua imunidade, aumenta sua disposição e traz diversos outros benefícios. 

Preparo ideal: É um peixe que fica bem saboroso quando frito.

Calorias: Em 100 gramas ele tem 172 calorias.

Arenque (Clupea harengus)

A versão 2.0 da sardinha

O Arenque lembra muito a sardinha em questão de sabor, é uma comida tradicional dos nórdicos, consumido de tudo que é forma e não é incomum sendo preparado como café da manhã. Ele também é conhecido por formar os maiores cardumes encontrados nos mares.

Aparência: É um peixe relativamente pequeno, o máximo que chega é 46 cm, com uma cor prata cintilante e o dorso azul escuro. Suas escamas são grandes, têm só uma barbatana dorsal e algumas espécies têm barbatanas com pequenas pontas. Seu maxilar inferior é projetado para frente e é maior que o superior. 

Habitat: Ele gosta de ficar em mar aberto e forma cardumes que chegam a milhões de arenques.

Onde é encontrado: Vemos ele pelos oceanos Atlântico e Pacífico.

É rica em: Ele possui bastante ômega 3 e vitamina D.

Benefícios: Ajuda contra a baixa imunidade, reduz os riscos de doenças cardiovasculares e degenerativas, ajuda no controle do colesterol, reduz o risco de câncer e tudo de bom que o ômega 3 pode trazer.

Preparo ideal: Ele é muito apreciado quando está defumado mas o enlatado pode render uma refeição bem saborosa.

Calorias: Em 100 gramas de Arenque tem 262 calorias.

Atum (Thunnus thynnus)

O Atum pode chegar a ter 3 metros de comprimento

Esse ninguém conhece(ironia), o Atum ganhou a mesa muitas famílias ao redor do mundo assim como ganhou o coração dos pescadores, esse peixe dá uma ótima pesca pelo seu perfil forte e lutador.

Aparência: O atum pode chegar a incríveis 3 metros de comprimento e pesar até 650 kg! Seu corpo é alongado e em forma de losango. Suas barbatanas dorsais são bem separadas e a caudal é bifurcada com o formato de meia lua. Sua cor normalmente é azul escuro no dorso e prata no restante do corpo.

Habitat: Ele fica em alto mar e gosta de profundidade, podem nadar cerca de 170 km em um dia.

Onde é encontrado: Nós vemos ele mais pela região Nordeste mas podemos achar também no Sul e Sudeste.

É rico em: Ele é fonte de ferro, magnésio, selênio, proteínas, varias vitaminas e principalmente ômega 3.

Benefícios: Ajuda a saúde do coração, controla pressão e a circulação do sangue, combate o nascimento da depressão e AVC, melhora o sistema imunológico e muito mais.

Preparo ideal: Um jeito bem gostoso e faz gosto de comer é o bolinho de atum, não é tão simples quanto assar mas é tão gostoso quanto.

Calorias: Em 100 gramas de atum fresco tem 118 calorias

Bacalhau (Gadus morhua)

Contemple a Cabeça do Bacalhau, algo que a maioria das pessoas nunca viram

Ah o Bacalhau… É outra espécie de peixe bem conhecida no Brasil, na verdade são 5 tipos de peixe que pode ser vendido como Bacalhau mas o verdadeiro é o Gadus Morhua que é considerado o mais saboroso de todos.

Aparência: É um peixe com o corpo alongado, podendo chegar até 2 metros, sua coloração pode variar de castanho até o verde, possui manchas espalhadas pelo corpo todo e tem uma linha clara na horizontal. Ele tem 3 barbatanas dorsais e bigodes na mandíbula de baixo. Sua cauda tem a forma de triângulo e normalmente é de cor cinza e uniforme.

Habitat: Ele gosta das águas profundas e frias dos oceanos, ficando quase sempre entre 100 a 200 metros de profundidade.

Onde é encontrado: Não encontramos no Brasil, mas nosso país é o maior importador do mundo, sendo que 87% vem da Noruega, lugar de onde sai grande parte dos Bacalhaus, assim como parte das águas frias do Oceano Atlântico.

É rica em: É uma ótima fonte de de vitamina A, B6, B12 e E, além de cálcio, fósforo, magnésio, sódio e ômega 3, além de possuir muitas proteínas.

Benefícios: Ajuda a memória, melhora a concentração, auxilia o metabolismo e o sistema cardiovascular, reduz o riscos de doenças como trombose, depressão, leucemia e outros. Tudo isso e ainda fortalece nosso ossos, cabelos e unhas.

Preparo ideal: Uma receita simples e tradicional é a Bacalhau a Gomes de Sá, que se tornou popular no mundo todo.

Calorias: Temos 211 calorias em 100 gramas de bacalhau.

Badejo (Mycteroperca spp)

As manchas do seu corpo são seu chame

O Badejo é um peixe extremamente belo que encantam as pessoas com seu corpo completo de manchas.

Aparência: Sua cor varia de espécie, vai do marrom ao cinza, mas ele sempre tem manchas espalhadas pelo corpo que varia de formato, vai de retangular ou formatos irregulares. 

Habitat: O Badejo gosta de morar em costões rochosos e em recife de corais. Ele sempre fica em lugares com um nível de salinidade alto ou médio.

Onde é encontrado: Vemos ele por todos os mares brasileiros, principalmente no Nordeste e Sudeste.

É rico em: Tem bastante ômega 3 e vitaminas do complexo B.

Benefícios: Ajuda bastante o sistema nervoso e contribui para diminuir o risco de doenças cardiovasculares, reduzir a pressão, controlar o colesterol, combater inflamações e tudo que ômega 3 pode oferecer.

Preparo ideal: Pode fazer diversas receitas com ele mas a moqueca ganha destaque pela carne leve e de fácil digestão.

Calorias: A cada 100 gramas encontramos 116 calorias nelle.

Cação (Prionace glauca)

Esse é o verdadeiro Cação!

Esse aqui causa bastante confusão, a maioria das pessoas não sabem exatamente que peixe é esse pois muitos outros são vendidos com o nome de Cação. Mas o verdadeiro Cação é o Tubarão Azul, também conhecido como Focinhudo.

Aparência: A cor azul no seu dorso chama bastante atenção, já o seu ventre é branco, seu corpo é longo e esguio. Seu focinho é grande e agudo. Seus dentes da mandíbula superior são serrilhado,s triangulares e meio curvados, já os inferiores são estreitos e com a ponta aguda mas não é possível ver nenhum deles quando sua boca está fechada. Sua quilha fica mais para trás do seu corpo, perto das barbatanas pélvicas. Seus olhos são bem grandes e seu corpo pode crescer até 7 metros

Habitat: Ele fica mais em mares abertos e fica até 350 metros de profundidade.

Onde é encontrado: Vemos eles por todas as águas tropicais do mundo.

É rico em: Tem fósforo, proteínas e vitaminas do complexo B. No entanto não se pode exagerar no consumo pois ele acumula metais pesados, que são prejudiciais para a saúde humana.

Benefícios: Ajuda a combater o estresse, melhorar o sistema imunológico, controla o colesterol, fortalece os ossos e os dentes,

Preparo ideal: A moqueca é o jeito de aproveitar melhor o seu sabor.

Calorias: Temos 130 calorias em 100 gramas de cação.

Cavala (Scomberomorus cavalla)

Seria esse a mulher do cavalo? 😀 (Ok, parei)

Mais um que os pescadores gostam por ser brigador, a Cavala é um peixe belíssimo e com umas lendas super interessantes.

Aparência: Seu corpo tem formato fusiforme, de cor azul metálico no dorso e o resto do corpo é prateado. É achatado com o focinho pontudo e triangular. Sua nadadeira da cauda é furcada e as escadas do seu corpo são bem pequenas. tem uma lista na lateral que é bem característica da espécie.

Habitat: É um peixe de região costeiras e sempre anda em cardumes.

Onde é encontrada: Vemos a Cavala no Sul, Sudeste e, principalmente, no Nordeste.

É rica em: Bastante ômega 3 e 6, vitamina A, B6, B12, C, D e E, além de cálcio, ferro, fósforo, potássio, magnésio, selênio, sódio e proteínas.

Benefícios: Ajuda na imunidade, na saúde cardiovascular e do sistema imunológico, combate o estresse, ajuda na saúde dos ossos, olhos e dentes, além de diversos outros benefícios. 

Preparo ideal: É muito bem vinda quando feita no forno e com alguns acompanhantes como camarão ou batatas.

Calorias: São 167 calorias para cada 100 gramas.

Esturjão (Acipenser spp)

Esse peixe é pré-histórico!

Talvez um dos peixes mais fantásticos dessa lista, o Esturjão é um dos vertebrados mais antigos da terra, datando mais de 120 milhões de anos em nossos rios sua aparência lembra muito os animais pré-históricos.

Aparência: Ele possui 5 fileiras de escamas que são placas ósseas espalhadas ao longo do seu corpo. Seus olhos ficam na parte de cima da cabeça, na parte de baixo do seu focinho ficam 4 barbilhões. O esturjão não tem dentes. Sua cor pode variar entre cinza, verde escuro e roxo amarronzado, seu ventre é branco. Atualmente pode encontrar raramente um de 5,5 metros mas existem registros dele com cerce 8,5 metros e pesando 1.300 quilos. Ele é um dos peixes de maior longevidade, podem viver mais de 100 anos!

Habitat: Ele gosta de temperaturas mais amenas. Algumas espécies ficam no oceano e vão para água para se reproduzir e tem outras que só vivem em rios em lagos. Costuma ficar de 10 à 100 metros de profundidade.

Onde é encontrado: Infelizmente não vemos ele naturalmente no Brasil, somente no Hemisfério Norte, ao Norte do Equador.

É rico em: Esse peixe tem bastante potássio e fósforo.

Benefícios: Ajuda o sistema cardiovascular e também o cérebro, fortalece seus ossos e dentes.

Preparo ideal: Quando assado no forno e com um bom recheio esse peixe fica muito gostoso.

Calorias: A cada 100 gramas ele tem 164 calorias.

Garoupa (Epinephelus marginatus)

O peixe que todo brasileiro quer no bolso

Esse é conhecido por quase todos brasileiros e com certeza muita gente gosta do seu desenho pois a Garoupa é o peixe que vemos na nota de cem reais.

Aparência:  O seu corpo largo, sua cabeça é grande com pequenos relevos e espinhas, sua boa é bem grande. Ela tem diversas escamas distribuídas por todo o seu corpo, suas cores variam de acordo com a especias mas sempre são cores vivas e brilhantes. A cor do do seu corpo é pardo e avermelhado, o seu ventre é mais amarelado e suas nadadeiras são escuras com as pontas claras.

Habitat: A Garoupa costuma ficar entre 15 a 100 metros de profundidade, quase sempre perto do fundo, perto de corais e rochas.

Onde é encontrada: Vemos ela por todo o litoral brasileiro mas principalmente no Rio de Janeiro.

É rica em: Peixe de bastante proteína, tem muito zinco e selênio. 

Benefícios: Os seus minerais ajudam a fortalecer o sistema imunológico e cardiovascular, previne o Alzheimer, combate a depressão e a diabetes, além de ajudar na gravidez.

Preparo ideal: A garoupa recheada é de um sabor que vai surpreender a família toda.

Calorias: A cada 100 gramas temos somente 92 calorias.

Salmão (Salmo salar)

O mais famoso nas comidas orientais

O Salmão é mundialmente famoso graças ao sua carne rosada e de boa textura, ele é bem presente na comida oriental. Mas mais do que isso esse peixe é muito bonito e que dá belos saltos na época de sua reprodução.

Aparência: É um peixe de escamas pequenas, elas formam uma superfície brilhante. Seu corpo é esbelto e com o formato afunilado e isso dá uma capacidade incrível de nado. Sua cor é azul-aço nos flancos, no resto do corpo é prata. Os machos tem um focinho projetado para frente conforme vai amadurecendo, se curva tanto que uma hora ele não consegue mais fechar a boca, além disso eles mostram manchas vermelhas ou laranjas quando estão subindo os rios na época de reprodução.

Habitat: É um peixe de águas frias e que pode viver tanto em água doce quanto salgada.

Onde é encontrado: Não temos o Salmão no Brasil, vemos ele mais no hemisfério norte e ele é bastante cultivado no Chile, que é de onde vem a maior parte para cá.

É rico em: Tem bastante fósforo, selênio e uma boa quantidade de ômega 3.

Benefícios: É muito recomendado para gestantes ou mulheres que estão amamentando, o fósforo e o selênio quando trabalhados juntos agem com um excelente antioxidante, protegendo as células de lesões ou inflamações. Tudo isso junto com as propriedades do ômega 3, que vai de equilibrar o sistema cardiovascular até o cerebral e diversos benefícios que são descobertos cada vez mais.

Preparo ideal: O salmão é bastante apreciado quando esta grelhado ou quando é feito no forno.

Calorias: A cada 100 gramas ele tem 165 calorias.

Pargo (Pagrus pagrus)

Sabia que 60% a 70% dos Pargos são fêmeas? A depender do local e intensidade da pesca pode chegar 90%!

O Pargo é considerado um dos peixes com a carne mais gostosa, os pescadores gostam muito de pescar ele e ver sua beleza saindo da água.

Aparência: Seu corpo tem formato oval, possui grandes olhos mas um boca pequena, que por sinal tem muitos dentes e de pontas arredondadas. Sua cor predominante é o rosa prateado que pode ser mais escuro ou claro, tornando avermelhado. O seu dorso tem manchas azuladas e o seu ventre é mais claro. Suas nadadeiras dorsal, caudal e peitoral são rosadas. O Pargo tem uma linha na lateral que é sem escamas e vai até sua barbatana caudal.

Habitat: Ele gosta de ficar no fundo, entre corais e rochas. Ele costuma ficar entre 10 até 200 metros de profundidade com grandes cardumes.

Onde é encontrado: Vemos ele por todo o litoral brasileiro. 

É rico em: Ele tem ômega 3 e é boa fonte de ferro e potássio.

Benefícios: Ele é um peixe magro e que ajuda seus músculos, então é ótimo para dietas. Ajuda o sistema cardiovascular, controla o colesterol, combate a depressão a diabetes e a depressão, além de ajudar no funcionamento do cérebro.

Preparo ideal: O Pargo é muito saboroso quando preparado naquela moqueca com leite de coco.

Calorias: Ele tem apenas 97 calorias em 100 gramas de sua carne.

Linguado (Solea solea)

Olha que belezinha…

Esse não é um dos mais belos peixes que vemos pelos mares mas é bem curioso, o Linguado chama a atenção pela sua carne nobre, as técnicas de pescas que usa para pegar e suas lendas.

Aparência: É um peixe oval, bem achatado e sua cabeça parece torta mas é só assimétrica. Seu olhos ficam somente de um lado, do esquerdo, mas quando é juvenil eles ficam cada um em um canto e depois que ficam do mesmo lado. Quando nasce ele é transparente para se proteger de predadores já que seu pais não ficam com eles, quando amadurece ele fica da cor castanha mas que o tom pode variar a depender de onde morar, a parte de baixo é branca. Suas nadadeiras dorsais percorrem o corpo todo até a nadadeira caudal

Habitat: Gosta de ficar em areia, cascalhos, fundos irregulares com pedras ou corais.

Onde é encontrado: Temos ele pode todo litoral brasileiro.

É rico em: Tem bastante proteína, cobre, ferro, zinco e ômega 3.

Benefícios: Diminui os risco de ataque cardíaco e problemas no sistema imunológico., fortalece os ossos e dentes, ajuda o sangue e sua proteína é ótima para poder fazer dietas.

Preparo ideal: Sua carne fica muito boa quando feito grelhado no forno e com algum acompanhamento.

Calorias: Ele cru tem somente 70 calorias a cada 100 gramas

Merluza (Merluccius merluccius)

Talvez sua mordida doa um pouco

Também conhecida como Pescada Branca, a Merluza são vários tipos de peixe marinho mas com muita coisa em comum, uma delas é pesca sensacional que proporciona.

Aparência: No geral tem um corpo alongado e um pouco comprido, sua boca é grande, escura e com mandíbula projetada para frente, cheia de dentes bem afiados por sinal. Seu dorso é azul-acinzentado e os flancos são mais claros, já sua barriga é branco-prateada.

Habitat: Ele gosta de fica em regiões com fundo de areia ou cascalho.

Onde é encontrada: Vemos ela no Rio de Janeiro e em parte do Sul do país.

É rica em: Tem bastante proteína, pouca caloria, vitaminas do complexo B, ômega 3, fósforo e potássio.

Benefícios: Só pela descrição acima já dá pra ver que ela traz diversos benefícios para saúde, mas ela chama bastante a atenção por ser perfeita para dietas, muita proteína, pouca caloria e também não tem carboidratos, ela consegue se encaixar em quase qualquer alimentação.

Preparo ideal: Ela fica muito bem na grelha com uma rodela de limão.

Calorias: São somente 100 calorias a cada 100 gramas do peixe.

Anchova (Pomatus saltatrix)

Já esse é caprichado na comida Italiana

Essa é bastante usada na culinária italiana e oriental, a Anchova é um dos peixes que mais rende no ano, só no Peru e Chile são 12 milhões de toneladas por ano, ela suporta muito bem as grandes pescarias.

Aparência: É um peixe de escamas pequenas, seu corpo é alongado e comprido. Sua cor é cinza azulado, nos flancos é azul-esverdeado e o ventre é prateado. Sua boa é lar e possui dentes bem pontudos e afiados nas dua mandíbulas. Sua extremidades são amareladas.

Habitat: Ela gosta de ficar perto da superfície, no bar batido e com espuma.

Onde é encontrada: Vemos ela em todo litoral brasileiro mas bem mais do Rio de Janeiro até Santa Catarina.

É rica em: Ela é bem rica em ferro, tem selênio, vitamina E e ômega 3

Benefícios: Ajuda o sistema imunológico e cardiovascular, controla o colesterol, reduz as chances de ter anemia, além de manter a pele saudável e bonita

Preparo ideal: Um prato de Anchova assada atrai qualquer pessoa pelo seu sabor e textura.

Calorias: A cada 100 gramas de Anchova temos 108 calorias.

Bonito (Sarda Sarda)

Olha que peixe Bonito 😀

O Bonito é um peixe da mesma família do Atum e é muito parecido com ele, mas tem sua difenças, o Atum é maior e mais procurado comercialmente. Mas isso não desmerece nenhum um pouco o Bonito, pois ele proporciona uma pesca emocionante e pasme, bonita por causa de sua beleza e velocidade de nado, ele é um dos peixes mais rápidos do mundo.

Aparência: Ele é de escamas, tem um corpo alongado, estreito e suas nadadeiras dorsais fica perto uma da outra. Sua cor é azul escuro mas nos flancos e no ventre é prateado.

Habitat: É um peixe de alto-mar e fica entre a superfície e 50 metros de profundidade.

Onde é encontrado: Vemos ele do Amapá ao Rio Grande do Sul, ou seja, temos ele em toda nossa costa.

É rico em: Se destaca pela quantidade de cálcio e fósforo.

Benefícios: O cálcio e fósforo é uma dupla imbatível, quando estão juntos um ajuda o outro na manutenção dos nossos ossos, dentes e cabelos, dando bem mais saúde para nós.

Preparo ideal: É bem apreciado da maneira clássica, que é o assado.

Calorias: A cada 100 gramas temos 149 calorias.

Namorado (Pseudopercis numida)

Precisando de uma Namorada? Talvez esse peixe possa lhe ajudar

 A lenda envolta do peixe Namorado é bonita, dizem que quando um homem dá esses peixe para uma mulher e se ela o preparar convidando-o para almoçar, significa que vai dar namoro. É um peixe muito recomendado para crianças á que tem um sabor leve e tem poucas espinhas. 

Aparência: O Namorado tem uma cabeça grande e oval, atrás de suas guelras tem uma mancha de coloração castanha. Sendo que a cor que predomina em seu corpo também é castanha, mas o que chama a tenção sua os vários pontinhos violetas que tem por todo o seu corpo. Sua boca é grande e com lábios grossos. Sua nadadeira anal e dorsal foram somente uma que seguem até a cauda. Seu ventre sempre é mais claro que o resto do corpo 

Habitat: Ele gosta de ficar em profundidades abaixo de 50 metros, perto dos bancos de areia mais profundos do mar.

Onde é encontrado: Vemos ele em todo nosso literal, mas é mais abundante na área do Rio de Janeiro até Santa Catarina

É rico em: Fonte de proteínas, tem vitaminas A, D e B, ômega 3, fósforo, iodo, cobalto e bastante cálcio

Benefícios: Graças ao cálcio ele ajuda bastante nossos ossos e dentes, além de ajudar a coagulação sanguínea. Ele também fortalece nosso sistema de defesa, da energia, previne doenças cardiovasculares entre diversos outros benefícios.

Preparo ideal: Sua carne branca, leve e sem espinhas permite fazer qualquer receita que envolva peixes sem nenhum problemas, então aqui pode ser o modo que mais gostar

Calorias: Em uma porção de 100 gramas temos no máximo 155 calorias, sendo que ele cru tem somente 87 calorias.

Manjuba (Anchoviella lepidentostole)

Tamanho não é documento!

A Manjuba é bem conhecido como Pititinga, é um peixe pequeno mas é bem bonitinho,  ajuda bastante na economia do Brasil e alimenta diversas famílias. É aquilo, tamanho não é documento.

Aparência: É um peixe de escama brilhante prata, tem uma faixa no seu corpo esguio e que chega até 14 centímetros. A parte de baixo da sua cabeça é de um tom branco prateado, mas a parte de cima é mais escura e com pequenos pontos pretos.

Habitat: A Pititinga é um peixe que gosta de viver nas regiões costeiras, sendo nas praias, mar abertos ou regiões estuários. Nos lugares mais abertos ele reuni grandes cardumes

Onde é encontrada: Vemos em praticamente todo o país, principalmente do sul da Bahia até o Rio Grande do Sul

É rica em: O que chama mais a atenção na Manjuba é o seu ômega 3, que encontramos mais no rabo e na cabeça

Benefícios: É uma fonte de energia que além de fortalecer a defesa do nosso corpo ela nos previne de diversos tipos de doenças.

Preparo ideal: Chega dá uma água na boca só de pensar em comer um fritada de pititinga acompanhada com um limão

Calorias: A cada 100 gramas temos 183 calorias.

Matrinxã (Brycon sp)

O famoso saltador de prata

O Matrinxã é muito conhecido na Bacia Amazônica como o Saltador de Prata, isso é por causa dos saltos espetaculares que acaba atraindo diversos pescadores para a região.

Aparência: Ele possui um corpo alongado e comprido de cor prata, suas nadadeiras são laranjas, sendo a caudal mais escura. Uma das suas características é a mancha escura na região umeral e o que chama atenção são seus dentes que apesar de pequenos são fortes e cortantes.

Habitat: Gosta de ficar em rios de águas claras e lagos, preferindo sempre lugares com destroços para poder pegar de surpresa suas presas.

Onde é encontrado: Vemos ele por toda Bacia Amazônica e Araguaia-Tocantins mas vemos outras espécies espalhados pelo Brasil.

É rico em: O que chama bastante atenção é sua boa quantidade de potássio.

Benefícios: Muito mais do que aliviar as cãibras, ele ajuda também na prevenção de doenças cardiovasculares, além de dar mais saúde mental e aliviar dores.

Preparo ideal: Sua quantidade de espinhos é alta, então o melhor jeito de apreciar sem preocupações é frito.

Calorias: Em 100 gramas ele pode oferecer 188 calorias.

Panga (Pangasianodon hypophthalmus)

Ele não faz mal a ninguém!

Também conhecido como Tubarão de Água Doce, o Panga deu o que falar. Ele foi acusado injustamente de ser um peixe que faz mal a saúde, mas vários estudos comprovaram que isso é uma mentira cabeluda, foi um jogo de  rivalidade nos negócios da indústria de peixes que espalhou mentiras do coitado e acabou lhe dando má fama.

Aparência: É um peixe de couro que lembra muito o bagre, seus corpo é achatado na parte posterior, sendo sua cabeça pequena com a boca larga e olhos bem grandes, tem dois pares de barbilhos que dá um charme para ele. Na sua barbatana dorsal tem seis raios ramificados, quando jovens eles têm uma faixa escura no corpo e que some com tempo, dando cor cinza com tonalidade esverdeados e lados prateados, mas as guelras são esbranquiçadas. Sim, o bixo não sabe com que cor ficar e curiosamente não tem dentes.

Habitat: Ele gosta das profundezas dos rios, mas também vemos o Panga em corredeiras e não gosta de tomar sol, acaba se escondendo entre raízes e sombras quando o sol está quente. Quando a seca chega ele fica nas águas mais profundas possível, entre areia e cascalhos.

Onde é encontrada: Não temos eles naturalmente no Brasil, só na China. No entanto já existem lugares que o cultivam e você pode pescá-lo.

É rico em: Tem ômega 3, rico em proteínas, pouca gordura saturada e zero de sódio.

Benefícios: É um peixe que dá para fazer receitas em dietas graças, sem carboidratos, médio em gordura, sem gordura saturada, colesterol baixo e não tem sódio, sonho de consumo, além de prevenir doenças cardiovasculares, depressão, alergias e fortalecer o sistema imunológico.  

Preparo ideal: Ele fica bem gostoso quando grelhado.

Calorias: Em 100 gramas temos 65 calorias.

Peixe Agulha (Ablennes hians)

Cuidado com esse peixe, são muitos acidentes por causa dele

Esse dá o que falar, o Peixe Agulha é muito conhecido pela sua beleza e seu bico que deu o seu nome. Mas esses é o peixe que se deve tomar todo o cuidado pois são diversos acidentes que acontecem com ele, alguns são fatais. Para que se tenha noção, acontecem mais acidentes com o Peixe Agulha do que com Tubarões

Aparência: Existem mais de 60 espécies desses peixes, dos 5 mais comuns será falado do Agulha da Areia, que é o maior que sem tem notícia, ele chega a incríveis 1,4 metros, isso sem contar a barbatana caudal e as mandíbulas porque se quebram fácil, o Agulha da Areia tem o dorso azulado, a barriga branca e tem listras ou manchas verticais pelo corpo, suas barbatanas peitoral e anal tem forma de foice e a ponta da dorsal tem uma mancha escura. 

Habitat: Ele gosta de águas costeiras e não costuma ir para lugares fundos, algumas vezes pode entrar em rios.

Onde é encontrado: Vemos ele mais nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste do país.

É rica em: Além de todo nutrientes que carrega como os outros peixes do mar, o Peixe Agulha se destaca pela sua quantidade de Niacina.

Benefícios: Ajuda a remover substâncias tóxicas do corpo, abaixa os níveis do colesterol, produz energia para nossas células, ajuda a manter a saúde das células, do sistema nervoso, pele, boca e olhos além de prevenir câncer de boca, garganta, Alzheimer, catarata, aterosclerose e outras doenças.

Preparo ideal: O peixe agulha é perfeito para servir frito graças a seus formatos que dão pequenas postas.

Calorias: Em 100 gramas temos 84 calorias.

E então, já escolheu qual peixe vai comer hoje?

Deixe seu voto 😉
[Total: 2    Média: 5/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pescador, Fisgue o DOBRO de Peixes em METADE do TempoAperte Aqui