Peixe Dourado

Um dos peixes mais conhecidos de quem é adepto do esporte pescaria, o Dourado tem uma carne muito saborosa e a beleza de quem é reconhecido como o Rei do Rio.

É muito visado pelos pescadores por ser um maravilhoso brigador

Muito procurado nas pescarias devido ao seu temperamento forte na hora que é fisgado. Este briga bastante mesmo!

Seu nome é devido exatamente a sua coloração dourada com reflexos avermelhados.

Os dois tipos de Dourado: Salminus brasiliensis e Salminus maxillosus

Principais Características

O seu nome científico é  Salminus maxillosus, da ordem Salminus brasiliensis, da família dos Characidae

Cada escama tem um risco preto

Ele é um peixe de água doce, com escamas onde cada uma delas tem um risco preto no meio que acabam por formar uma linha que percorre todo o corpo, da cabeça à cauda.

O S. brasiliensis e o S. maxillosus são bem parecidos. O brasiliensis tem uma coloração dourada com reflexos avermelhados, enquanto que o maxillosus é dourado com as nadadeiras alaranjadas.

Podem chegar a mais de 1 metro e pesar até 25 kg. Porém os deste porte são raros

Podem alcançar mais de 1 metro de comprimento e até 25 Kg, mas deste peso e tamanho grande, são raros hoje em dia.

Sua cabeça é grande e sua boca ocupa metade da cabeça. Os dentes são caninos e distribuídos em forma de cone.

Sua boca ocupa metade da sua cabeça

Eles vivem uma média de 15 anos.

Conforme vão crescendo, a cor amarela-dourada fica mais evidente assim como os reflexos mais avermelhados.

Aparece a mancha na cauda e as pequenas áreas pretas de cada escama.

A mancha na cauda é uma de suas principais características

A sua parte de baixo vai clareando aos poucos e a cauda e barbatanas ficam com um tom avermelhado suave. 

A parte de baixo vai clareando aos poucos

Onde Encontrar o Peixe Dourado

É encontrado na Bacia do Rio São Francisco e na Bacia do Prata. Nos Estados: Alagoas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Sergipe, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e no sul de Goiás.

O encontramos em vários lugares do Brasil

Hábitos do Dourado

Gosta de ficar em águas consideradas rápidas, como as corredeiras, cachoeiras e também em barrancos e galhadas no meio dos rios.

O Dourado costuma ficar nas corredeiras, cachoeiras, além de galhadas e barrancos no meio dos rios

Costumam nadar em grupo, em cardumes.

Preferem andar em cardumes

Sua Alimentação

Dourado atacando uma Piraputanga

É carnívoro. Come exclusivamente outros peixes menores que ele e até pequenas aves, mas preferem mesmo tuviras, lambaris e piaus.

Durantes as vazantes ele encontram suas presas mais facilmente nas corredeiras e bocas de lagoas.

É um predador voraz!

Reprodução e Acasalamento

O Peixe Dourado participa da Piracema nos períodos de Novembro à Janeiro.

Ele precisa da correnteza dos rios para completar seu ciclo de reprodução.

O salto do Dourado no período da Piracema

Viajam até 400 Km contra a correnteza, podem saltar até um metro para fora da água e percorrem em média, 15 Km por dia para fazer a desova nas cabeceiras dos rios porque nestas áreas as águas costumam ser mais limpas e os alevinos terão mais chance de sobreviverem.

Casal de Dourados

Eles apresentam o dimorfismo sexual, ou seja, machos e fêmeas têm diferenças mais evidentes.

As fêmeas são maiores e a nadadeira anal dos machos é áspera, o que não ocorre nas fêmeas.

Rumo à reprodução

Os machos começam a reproduzir à partir dos 2 anos de idade e as fêmeas, aos 3 anos.

Assim que nascem, os alevinos se alimentam de plâncton.

Alevinos de Dourado

A construção de barragens nos rios brasileiros prejudicou muito a vida do Dourado e diminuiu o número de peixes de maneira bem expressiva.

Esta diminuição tem feito governantes proibirem a pesca em alguns locais por determinado período de tempo principalmente no estado do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A construção de barragens sem um sistema de transposição de peixes compromete muito a reprodução e preservação de várias espécies

Leis Ambientais

Geralmente o período de defeso do Dourado ocorre entre Novembro e Abril.

Geralmente a reprodução do Dourado ocorre entre os meses de Novembro e Abril.

Clique aqui para conferir esta informação de acordo com a localização de sua pesca.

É preciso respeitar as leis ambientais para poder preservar os peixes e garantir a pescaria

Vamos à Pesca

Este é um dos peixes que mais exigem do pescador.

A pesca dele não é tão simples

O Dourado é um brigador digno. Quando fisgado, costuma dar muitos saltos fora da água para tentar se livrar do anzol.

Costuma pular quando fisgado

Ao escolher os equipamentos, lembre-se que ele tem uma boca difícil de ser perfurada e é muito forte.

A boca do Dourado é muito forte e a pele ali é mais firme

A vara de ação média à pesada com linhas de 17, 20, 25 e 30 lb são ideais.

É importante usar o empate de arame ou então de cabo de aço encapado com pelo menos 30 cm de comprimento.

O empate de arame ou cabo de aço pode garantir o sucesso de sua pesca

 

Vara de ação média a pesada são o ideal assim como molinetes e carretilhas para manter a linha esticada

Os anzóis são os de número 5/0 à 8/0 e devem estar bem afiados.

O anzol tem de estar bem afiado

 

Os anzóis devem ser os de de número 5/0 à 8/0

Iscas Que Se Deve Usar

Iscas Plug Meia Água são indicadas para pescar o Dourado

As iscas artificiais mais usadas são as plug de meia água e as colheres que podem ser usadas no corrico(quando o barco sai arrastando pela água as iscas que imitam as presas ou cardume de pequenos peixes) ou em direção às margens.

Isca artificial de tuvira

Iscas naturais que mais dão resultado são as feitas de tuvira, sarapó, curimbatá, lambari e piraputanga. 

Podem ser usadas com um chumbo pequeno para afundar a linha ao mesmo tempo que a deixa na coluna de água. 

Iscas naturais de Lambari e Tuvira

Técnicas de Pesca

Uma técnica é deixar o barco rodar perto das margens lançando a isca várias vezes em direção às galhadas.

Com o barco próximo a margem e perto das galhadas é provável que se pegue um belo Dourado

Quando o Dourado fisgar, é importante não afrouxar a linha, porque ele aproveita que tem uma pele ali na área da boca mais dura e consegue se livrar do anzol.

O Dourado vai brigar tanto para se livrar do anzol que chega quase a morrer por exaustão

É recomendado que se mantenha a linha esticada constantemente com molinetes, carretilhas e varas de médio comprimento de flexibilidade média.

A vara tem de ter a flexibilidade média

O movimento constante da isca é importante , recolha e lance seguidamente a isca no meio das corredeiras rasas onde aparecem pedras e paus. 

O Peixe Dourado costuma ficar atrás destes obstáculos.

Recolha e lance a isca repetidamente por entre paus e pedras ou em meio às corredeiras rasas. O movimento da isca é importante

Apesar de preferir águas límpidas, o Dourado usa sua orientação visual para se esconder em águas mais turvas, para que fique mais protegido de sua presa(aqui,no caso, falamos do pescador).

Apesar de preferir águas mais limpas e claras, o Dourado pode ficar em águas turvas para se esconder do pescador

Propriedades Nutricionais

Uma porção de 100 gramas de Dourado pode oferecer cerca de 80 Calorias, 0,5 gramas de Gordura, 0 Carboidrato e 18,8 gramas de Proteína.

Peixe Dourado na Culinária

Sua carne é muito apreciada. Sua textura firme e gosto suave permite muitas variações no preparo e jeito de servir.

Um belo Dourado ao Molho de Coco é uma opção deliciosa:

Dourado ao Molho de Coco

E que tal esta delícia de Peixada de Dourado para aguçar ainda mais o paladar?

Peixada de Dourado

E para finalizar a sessão tortura gastronômica, dê uma olhada nesta Moqueca de Dourado ao Molho de Camarão:

Moqueca de Dourado ao Molho de Camarão

A Lenda do Dourado

Existe uma lenda indígena que conta como surgiu o Dourado.

Existe uma lenda indígena de como surgiu o dourado

Há muitos e muitos anos atrás, uma grande tribo vivia às margens do rio Uruguai.

Era uma tribo que vivia em perfeita harmonia com a natureza e também entre eles. Era como se fosse uma só família ali entre o rio e a floresta.

Dias de alegria, produtividade e cooperação fazia desta tribo algo que encantaria qualquer pessoa que um dia sonhara viver em uma comunidade cheia de natureza, respeito e amor entre todos ali daquele ambiente.

A vila é feliz e próspera

A Chegada do Ouro

A sua coloração lembra muito o ouro

Até que um dia, um homem da tribo Angá que era forte e voraz, que tinha o desconforto na alma com uma ambição insaciável descobriu o ouro:

– Eu quero mais! Já que sou o mais forte e belo, primeiro eu! Serei o cacique de tudo!

Ele já não fazia nem pensava em mais nada. Todo ouro que ali houvesse, deveria ser dele.

Passou então a encontrar e juntar ouro de maneira obcecada, afinal, todo aquele metal haveria de ser só dele.

Neste trabalho insano, deixou de lado toda sua comunidade, não ajudando em nada nem mesmo seus pais e sua família.

O Índio ficou ganancioso pelo ouro

O brilho do ouro o encantava. Seus olhos brilhavam frente aquele belo metal dourado.

Queria tocar o ouro, ficar por perto, achava que o metal lhe daria poder e força sem igual.

Nesta sede desenfreada de poder, ficou sim mais forte e poderoso. Porém, ali já não havia mais ouro a ser encontrado.

Vou me apoderar de todo o ouro que existe no mundo! Disse enfeitiçado e ainda mais obstinado.

Ao entardecer, quando o rio pintava-se de dourado com o reflexo do sol, ele gritava que um dia, tudo no mundo teria aquela cor.

Tupã, cansado de ver e ouvir tanta loucura de ambição e desejo, decidiu castigá-lo:

– Queres ouro então? Em ouro transformo-te!

Gritou lá do céu.

Tupã não aguentou ficar vendo aquele cena

E assim, um raio de ouro cruzou o aborígene como uma flecha, e seu corpo tombou no rio, transformado em peixe.

É por isso que o Dourado é um peixe sempre faminto, tudo lhe é pouco. Nasceu no grande rio condenado a passar a vida com sede.

O índio virou o peixe dourado com sua fome insaciável

Curiosidades

  • No ano de 1163 existiam muitos peixes dourados e foram feitos cruzamentos para que se aprimorasse o peixe e houvessem novas possibilidades deste. Até o século 16 foram criadas 250 novas variedades deste peixe como por exemplo o Cabeça de Leão, Cabeça de Sapo, Escama de Pérola, Cometa entre outros;
  • Muitos laboratórios pesquisam o Peixe Dourado devido a característica ímpar de sentir e observar o ambiente. Eles possuem quatro receptores de cores. Nós humanos, só temos três. Por conta desta vantagem eles conseguem enxergar luzes ultravioleta, por exemplo.
O Dourado possui mais receptores de cores do que nós, enxergam mais cores
  • Em cativeiro este peixe cresce mais rápido. No período de um ano, podem chegar a 2 Kg. Os machos podem pesar até 5 Kg quando criados neste ambiente e as fêmeas, poder chegar a mais de 20 kg.
  • O Salminus maxillosus é o maior peixe de escama da bacia do Prata.
O Dourado possui m O Salminus maxillosus é o maior peixe de escama da bacia do Prata

Sem dúvida o Dourado é um dos peixes mais fascinantes que temos conhecimento.

Sua robustez, coragem e alma guerreira faz com que qualquer pescaria se torne mais emocionante.

E aí? Será que você está pronto para esta emoção toda?!

Deixe seu voto 😉
[Total: 0    Média: 0/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •