Peixe Espada

Peixe Espada

Existe uma pequena confusão quando falamos de Peixe Espada, você sabe qual é?

Olha a cara da criança

É porque existem dois peixes espada mais conhecidos: o Trichiurus lepturus, que é o que vamos falar agora e um outro, mais famoso, que tem aquela espécie de espada logo na cabeça, grande, que é outra espécie de peixe também conhecido como Marlim Azul.

Não confunda o Peixe Espada(esquerda) com o Peixe Espadarte(direita)

Apesar de ser o menor dos dois, este Peixe Espada é um bom brigador, costuma ser voraz e agressivo.

Isso aliado à uma mandíbula forte, torna esta pescaria ainda mais especial e até, perigosa na hora do desembarque.

Um peixe curioso e empolgante.

Origem do Seu Nome

O Peixe Espada tem este nome por ser longo, fino e prateado; parecido com uma espada.

Longo, fino e prateado

É também conhecido como Peixe-Fita, Guaravira, Catana, Embira.

Seu nome científico é Trichirus lepturus, da família dos Trichiuridaes, da ordem dos Perciformes.

Sua Principais Características

Peixe de água salgada, corpo alongado e estreito parecendo uma fita. 

Tem a cor prateada com reflexos azulados sendo que é mais escuro em cima e mais claro na parte de baixo, no ventre.

Característica marcante é sua boca pontuda com dentes bem pontiagudos, sendo que os da frente são maiores.

Olha esses dentes

Possui grandes olhos e uma longa nadadeira dorsal. Aliás, esta é a única nadadeira, ele não tem a nadadeira pélvica nem a caudal.

Pode chegar a até 2 metros de comprimento total e pesar até 4 quilos.

Onde Podemos Encontrar

Ele é  considerado um peixe cosmopolita: encontrado em quase todo mundo, no Atlântico Ocidental.

Encontramos no mundo todo

Então se for viajar o mundo para pescar saiba que sempre terá o peixe espada de companhia.

Hábitos do Peixe Espada

Costuma ficar nas águas costeiras, beira-mar a cerca de 360 metros de profundidade da superfície ao fundo, de mar aberto até as baías, mangues e estuários.

Ficam a cerca de 360 metro de profundidade

Fica no fundo durante o dia e à noite fica mais na superfície.

Sua pesca é desafiadora

São vorazes, chegando a saltar fora da água quando perseguem suas presas.

O seu cardume sai em caça atacando tudo o que for possível para sua alimentação.

Sua retirada da água é mais difícil

Sua pesca é desafiadora porque além de voraz, costuma usar sua cauda como âncora, dificultando a sua retirada da água.

Sua Alimentação

Comem peixes, moluscos e crustáceos.

Ele não perdoa nem os da sua espécie, pode praticar o canibalismo eventualmente.

Reprodução e Acasalamento

Alevinos de Peixe Espada

No verão e na primavera formam grandes cardumes e vão até mangues e estuários para sua reprodução.

Na época reprodutiva preferem águas a mais de 12°C.

Preferem águas de 12ºC na época de reprodução

As fêmeas são maiores do que os machos.

Vamos à Pesca!

Uma pesca desafiadora, que proporciona emoções e persistência diante deste peixe que é agressivo por natureza e usa de seu corpo alongado para se prender e dificultar sua retirada da água.

Ele é agressivo por natureza

O pescador que faz uso do Fly pode se surpreender, pois o Peixe Espada mesmo os menores, chegam a entortar as varas de número 5 ou 7.

Use um bom equipamento par esse peixe

Não tem nenhuma sutileza ao atacar a isca. Ele ataca forte as moscas e podem destruí-las logo na primeira fisgada.

O equipamento recomendado é o de resistência média/pesada.

Linhas de 10 até 20 libras.

Anzóis do tipo Maruseigo do número 4/0 até 6/0 ou garateias de 1/0 ou 2/0 e bóias.

Garateias são muito usadas nesta pesca

Carretilha ou molinete para 100 metros de linha com 0,40mm de diâmetro.

Iscas

Iscas naturais são a sardinha que pode ser coloca em pedaços no anzol, camarões e outros crustáceos como pequenos caranguejos, por exemplo.

Isca natural com pedaços de sardinha

Iscas artificiais podem ser os Plugs de meia água e Metal Jigs. Escolha as prateadas, que imitam a cor da sardinha.

Plugs de meia água que se parecem com a sardinha tem ótimo resultado

Fique atento aos cardumes de Manjubas e Sardinhas.

Caso estas estejam a se abrigar nas enseadas e entradas de rio, é provável que estejam se escondendo dos Peixes Espada.

Eles se escondem em enseadas

Á noite os cardumes encostam em ilhas, áreas costeiras e podem ser pescados então com o auxílio das bóias luminosas.

As bóias luminosas atraem o Peixe Espada

O Peixe Espada é atraído por qualquer tipo ou meio de luz. 

Por isso, use a bóia luminosa(pode-se usar a bóia foguetinho também) e não se esqueça do chicote de aço porque sua mandíbula corta facilmente a linha e até materiais de metal mais frágeis.

Bóia foguetinho

Cuidados na Pesca

Vale até lembrar do cuidado extremo que há de se ter ao manusear o Peixe Espada, pois ele pode arrancar até mesmo um dedo.

Além disso suas barbatanas também têm espinhos. Use sempre uma luva pega peixe ou um alicate boca grip para ajudar a remover o anzol da boca do peixe.

O ideal é usar luvas e alicates ao manusear!

Ao pegar o peixe, procure pegar logo depois da cabeça com força para que ele não tenha como se dobrar e atacar sua mão.

Sabia Que a Piranha NÃO é Tão Perigosa Quanto Pensa? Clique Aqui e Descubra Verdade Sobre Ela

Se estiver embarcado, todo cuidado é pouco, já que o peixe costuma pular muito e pode morder quem estiver por perto.

Pegue logo depois da cabeça para se proteger

Muita atenção ao recolher a isca porque o Peixe Espada gosta de perseguí-la e pode atacar mesmo antes do pescador terminar de recolher.

Propriedades Nutricionais

Ele é fonte de ômega 3 e selênio

Assim como o atum, o Peixe Espada pertence ao grupo dos peixes azuis, que possuem uma maior quantidade de Ômega 3.

Sua carne também possui mais Selênio(possui ação antioxidante) do que a carne de outros peixes brancos.

Ele é um dos peixes mais ricos em Selênio

Um filé de Peixe Espada cozido com 106 gramas pode oferecer 182 Calorias, 8,4 grama de Gordura, 0 Carboidrato, 24,9 grama de Proteína.

O Peixe Espada na Culinária

Com uma carne branca muito delicada e saborosíssima, o Peixe Espada oferece uma infinidade de possibilidades na hora do preparo.

Uma receita deliciosa que podemos mostrar agora, é o delicioso Peixe Espada a Escabeche:

Peixe Espada a Escabeche

E que tal receber os amigos para o tradicional Peixe Espada Frito feito pela blogueira da Na Biroskinha:

Peixe Espada Frito

E para terminar, que tal assar esta carne deliciosa com um Peixe Espada Assado no Forno:

Peixe Espada Assado no Forno

Curiosidades

  • Apesar de sua carne não ter grande valor comercial, o Peixe Espada é descartado de maneira inconsequente quando estes vêm nas redes de pesca por arrasto.
    Já foi registrado no Guarujá, SP, cerca de 5 toneladas Peixes Espada descartado em 15 dias. Inclusive contando com muitas fêmeas que já estavam prontas para desovar;
Dia feliz para este Biguá que leva um Peixe Espada no bico
  • Em Junho de 2019 em um só dia pescadores capturaram mais de 1 tonelada de Peixes Espada no litoral Cearense na praia de Serviluz. Segundo moradores, eventualmente o fenômeno acontece na região. Clique aqui e assista este vídeo;
1 tonelada em um só dia
  • Um vídeo mostra o ataque de um Peixe Espada em Vitória, no ES. Um praticante de canoagem havaiana foi surpreendido pelo ataque e registrou o momento. Veja aqui este curioso ataque.
Um remador desprevenido foi atacado por esse brigador

Pronto. Já acabou a confusão entre o Peixe Espadarte e o Peixe Espada e ainda conhecemos muito mais sobre este último; sua beleza, voracidade e as emoções certas desta pescaria.

Pronto para encarar este peixe de perto?

Aguenta encarar esse bichinho?
Deixe seu voto 😉
[Total: 1    Média: 5/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •