Cascudo

O cascudo é um peixe muito curioso por vários motivos mas o principal é pelo seu hábito de limpeza.

Cascudo, o peixe faxineiro

Além de sua beleza, seu comportamento lhe rende apelidos como faxineiro do aquário, limpa vidros e por aí vai.

Isso porque ele costuma “grudar” no vidro e se locomover, assim além de comer o resto de comida que outros peixes deixaram ele evita que esta se estrague.

O nome popular foi dado devido ao couro duro de sua pele, como uma casca.

Ele também conhecido como Acari, Cari, Bodó, Boi-de-Guará e Uacari, varia da região.

Características do Cascudo

Tem uma couraça por todo o seu corpo

 O seu Nome Científico é Loricariidae, da Classificação Superior dos Loricarioidea de Classificação Família e da Ordem dos Siluriformes.

O Cascudo apresenta uma variedade enorme de espécies, formatos, tamanhos e cores.

Existem cascudos de vários tipos

Existem mais de 400 espécies catalogadas em toda América do Sul

Mas alguns estudiosos afirmam a existência de cerca de 600 espécies.

A espécie mais comum no Brasil no entanto, é o Hypostomus.

Pode ter mais de 600 espécies

De uma maneira geral, o Cascudo possui uma couraça por todo corpo.

É peixe de água doce, não possui escamas. Mas o mais correto é dizer que ele tem uma espécie de placa óssea adaptadas como se fossem as escamas mesmo. 

A sua couraça é como se fosse um conjunto de escamas

Eles possuem cerca de três a quatro fileiras destas placas que dão ao peixe uma aparência e uma sensação áspera por todo corpo. Parece uma lixa.

Tem uma cor parda com algumas manchas escuras. Região ventral(barriga)é limpa, não tem nada. A boca, fica para baixo, é uma boca ventral.

Cascudo visto de cima, por baixo e pelo lado

A boca é virada para baixo de seu corpo, suas maxilas(área do maxilar)possui dentículos que raspam o alimento das pedras, troncos, etc.

Os dentículos do Cascudo

Podem chegar a até 40 cm e alcançar 1,5 kg de peso.

Cascudo Pepita de Ouro

Eles respiram tanto pelas brânquias quanto pelo estômago, por isso ele consegue ficar fora d’água mais tempo do que os outros tipos de peixes.

Cascudos conseguem resistir mais tempo fora da água

Ele têm como predadores outros peixes carnívoros maiores do que ele.

Onde Encontrar Esse Peixe

É encontrado facilmente nos rios da América do Sul, mais especificamente no rio Paraíba do Sul.

Hábitos do Cascudo

Ele costuma ficar no fundo das águas, em rios ou lagos de pouca correnteza.

Ele fica no fundo do rio raspando sua comida

Vive raspando seus dentículos ali para encontrar substratos de matéria orgânica para se alimentar.

Alimentação

Sua boca voltada para baixo é o que ajuda na alimentação em lugares mais planos

Ele é essencialmente herbívoro e se alimenta de algas e lodo, porém também se alimenta de carne.

Alguns estudiosos o classificam como iliófago, ou seja, se alimenta de crustáceos e suas larvas nos fundos lamacentos.

Cascudo Ventosa

Reprodução e Acasalamento

O período de reprodução do Cascudo acontece entre os meses de Novembro até Fevereiro.

Cascudo desovando

É considerado um peixe de baixa fertilidade.

A fêmea costuma depositar uma média de 3000 ovos que são então, fecundados e vigiados pelo macho.

Para se ter uma ideia da diferença, os outros peixes desovam uma média de 100.000 ovos.

Casal de Cascudos se alimentando de abobrinha

Estes ovos ficam enterrados em um ninho ou presos à superfícies de rochas, plantas ou leito dos rios.

Macho tomando conta de seus alevinos dentro de um cano cortado ao meio

Os alevinos já nascem com a forma e comportamento muito parecido ao dos peixes adultos.

Conheça Tudo Sobre a Prima da Piranha, as Traíras!

Os alevinos desde minúsculos já apresentam as mesmas características de seus progenitores

Vamos à Pesca!

Embora alguns digam que o Cascudo só se pega com rede, é comum a pesca tradicional com a vara mesmo.

Para aquecer o desejo de pescar de pescar um Cascudo, confira aqui um vídeo desta fisgada.

É fácil pescar o cascudo com Vara

O Cascudo tem suas peculiaridades na hora de sua pesca.

Como a boca é virada para baixo e sua pele em couro é mais resistente, o ideal é usar um anzol mais fino para garantir uma perfuração mais incisiva.

Garanta que o anzol seja fino

A linha pode ser a de multifilamento 0,15.

A vara pode ser a de bambu ou as varas comerciais sem grandes exigências, pois não é um peixe muito grande e pesado.

A dica é deixar a isca encostar no fundo e quando sentir a fisgada ou ver a movimentação da bóia dando pequenos saltos, é puxar de uma vez antes que ele consiga sair.

Ele tem fama de manhoso. Movimenta-se levemente e é preciso atenção para perceber quando ele pega a isca.

Com um bom preparo pode garantir uma boa pesca

Por ter a pele mais dura, o anzol pode não fisgar muito bem.

Iscas

As iscas naturais podem ser feitas com minhocas, pedaços de peixe ou mortadela.

Iscas com minhoca sempre funcionam bem

É uma técnica de fundo: deixe a isca afundar e fique atento aos movimentos da bóia.

Iscas artificiais também atraem o Cascudo

A Técnica de Pesca de Fundo

Esta técnica é usada com peixes que como o Cascudo, ficam mais no fundo mesmo. 

Técnica de pesca de fundo

É algo simples e vamos dar todas as dicas:

  • Depois de passar a linha pela carretilha ou molinete, coloque um chumbo solto na linha e o amarre no girador do chicote. O importante é ter certeza que a chumbada ficou solta na linha;
  • A chumbada solta faz com que o peixe não sinta a resistência logo de cara e assim fica mais fácil fisgá-lo;
  • A linha usada é a monofilamento 0,50mm de fluorcarbono e o anzol fica direto na linha fazendo com o peixe ataque muito mais;
  • O chicote é de linha 0,50 ou cabo de aço de 10 a 15 lb no máximo.
Com tudo pronto só resta ir pescar!

Cascudo na Culinária

O Cascudo é muito conhecido na culinária. Sua carne é branca, sem espinhos, nutritiva e saborosa.

É um peixe muito versátil na hora de cozinhar.

O cascudo é versátil para cozinhar

Em termos de nutrição, uma porção de 110 gramas de Cascudo traz 9 Calorias, 0 Carboidrato, 1 grama de Gordura e 19 gramas de Proteína.

O que cairia bem depois desta pescaria é uma boa Peixada de Cascudo. Que tal?!

Peixada de Cascudo

Para entrar no clima e aproveitar um acampamento de pesca, uma receita rápida e prática de se fazer é o Cascudo Grelhado na Casca.

Cascudo Grelhado na Casca

E quem é que consegue resistir a um Cascudo Empanado?

Cascudo Empanado

Curiosidades Sobre o Cascudo

  • Do Cascudo aproveita-se quase tudo. Desde a carne para a alimentação até o couro usado também na fabricação de ração;
  • Antigamente os índios assavam e colocavam o Cascudo na fumaça em uma grelha de madeira para desidratá-lo. Este processo recebia o nome de moquém. Desse jeito, o peixe durava semanas ou era levado em viagens;
Moquém
  • Embora o número de ovos do Cascudo seja menor que o de outros peixes, o macho cuida muito bem da prole e isso faz com que a maioria destes ovos vinguem;
  • Seu estômago funciona como uma espécie de pulmão que promove trocas gasosas. Assim ele precisa “respirar” subindo até a superfície de vez em quando;
  • Ele é considerado agente despoluidor; uma vez que sobrevive em águas mais poluídas e consome restos e substratos promovendo assim uma espécie de “reciclagem ambiente” no local;
Agente despoluidor
  • Pesquisadores dizem que o Cascudo funciona como uma espécie de biomarcador dos rios.
    Como ficam a maior parte do tempo no fundo, estão expostos a maior parte da poluição do local. Se um peixe apresenta coloração muito esbranquiçada ou tumores na pele,
    pode indicar alta concentração de poluentes ali.
O cascudo pode indicar que o lugar é poluído

Pronto. Você sabe muito bem sobre este peixe fascinante e como é bom ter ele em seu aquário. 

Se não no aquário então que seja na cozinha pois ele é muito bom para manter nossa saúde em dia.

Podemos nos aprontar e pescar agora com mais segurança e determinação esses Cascudos!

Agora só volta você ir atrás do seu cascudo
Deixe seu voto 😉
[Total: 1    Média: 5/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •