Robalo

O Robalo é uma espécie de peixe maravilhosa como podemos conferir na foto abaixo:

O Robalo é amado no Brasil por praticamente todos os pescadores e as razões são muitas.

Seja pela grande emoção que é fisgar e trazer pra o barco esse belo peixe, seja pela sua saborosa carne, dentre muitas outras.

Vamos conhecer um pouco mais sobre este peixe tão apreciado na nossa culinária e que proporciona uma emocionante pescaria 😉

Pescando Robalo

Origem do Nome

Do espanhol lobarro, este peixe é encontrado em toda a costa brasileira.

As espécies são diferenciadas umas da outras por conta do número de escamas laterais e espinhos nas nadadeiras.

O  robalo também é conhecido como robalinho, peba, chaliço, camurim, escalo ou robalete.

Principais Características do Robalo

O nome cinetífico do Robalo é Centropomus spp, ele vem da família dos Centropomida e da ordem dos Percídeos.

Existem seis espécies de robalo encontradas no Oceano Atlântico.

Quatro delas encontram-se no Brasil, das quais as que mais se destacam são: o Robalo-Flecha e o Robalo-Peva.

Os dois possuem o corpo alongado e estreito, sendo a mandíbula inferior mais saliente como pode ver na imagem abaixo:

Diferenças entre Robalo Flecha e Peva

Robalo Flecha

O Robalo-Flecha é a maior espécie da família e pode alcançar até 1,2 metros de comprimento e chegar aos 25 Kg.

Seu dorso é acinzentado com reflexos esverdeados e o ventre, esbranquiçado. Sua linha lateral é uma listra negra que percorre todo o corpo até o final da nadadeira caudal.

Robalo Flecha

Robalo Peva

Um pouco menor do que o Robalo Flecha, o Robalo Peva alcança até 50 cm de comprimento, podendo chegar aos 5Kg.

Seu dorso é de um tom cinza esverdeado e sua lateral é esverdeada.

Robalo Peva

Onde Encontrar Robalo

Do Amapá ao Rio Grande do Sul, é fácil encontrar esse peixe também chamado de Robalete.

Os cardumes são mais encontrados na região Nordeste, onde o robalo atinge tamanho e peso maiores do que os achados mais ao sul.

São peixes de água salgada mas também vivem em água doce.

O robalinho conseguem viver por vários quilômetros acima da foz, ou seja na água doce, pois  têm uma tolerância de variação de salinidade no ambiente aquático

Vive geralmente nas águas costeiras, mas também pode ser encontrado nas partes altas dos rios.

Sendo que quando a maré corre, ou seja quando esta subindo ou descendo, é o estágio onde ele fica mais ativo, e as melhores luas para sua pescaria são a minguante e crescente.

Os dias quentes também são mais indicados para a pesca do robalo.

Cardume de Robalos

Hábitos do Robalo

Como são peixes que gostam mais das águas costeiras, eles ocorrem mais nos manguezais, baías, onde se localizam os canais para o desembocar dos rios.

Encontrados em águas salgadas, podem ainda ser capturados desde o começo do rio até vários quilômetros acima da foz principalmente na época da desova.

Os Robalos gostam de águas mais calmas, um pouco barrentas, sombreadas e ficam próximos ao fundo.

O robalo é um grande predador, se alimenta de peixes pequenos e crustáceos como por exemplo os camarões e caranguejos.

No mar geralmente se alimenta de tainha, sardinha e outros pequenos peixes. Já em rios suas presas preferidas são lambaris, piabas e filhotes de peixes em geral.

Robalo Caçando

Pescando Robaletes

Podemos pescar os robalos tanto com iscas vivas quanto com as artificiais.

Caso prefira as vivas, as mais usadas são o camarão, corrupto, manjuba, piaba, lambari, barrigudinho e mamarreis.

Já as iscas artificiais mais utilizadas são as de fundo, de meia-água ou até mesmo a de superfície.

O que vai ajudar na escolha da isca é como está a atividade do peixe.

Quanto a cor da isca artificial, o que determina é a cor da água; se estiver em aguas claras, use as deste tom ou cores mais fortes se a água for mais escura.

Pescando Robalo

As iscas vivas devem ser arremessadas nas margens ou serem usadas na rodada, mais próximas ao fundo.

Já as artificiais devem ser jogadas junto aos troncos e galhadas nos arredores da margem.

Iscas Vivas para Robalos

Equipamentos Para Pescar Robalinho

Vá Preparado Porque São Peixes Bons de Briga!

A vara que dá melhor resultado para esta pesca é a ação média, de 5.8 a 7 pés e a linha varia conforme o tipo de isca e ambiente que for usada, pode-se usar a de monofilamento ou multifilamento.

Já o molinete, é melhor escolher os modelos que comportam acima de 100 metros de linha.

Algo muito importante é que se faz preciso atar as linhas a um arranque porque depois de fisgado o robalo procura proteção entre galhos e outros locais.

Robalo Perseguindo Isca Artificial

Robalo na Culinária

O Robalo é um dos peixes mais versáteis na hora de preparar um cardápio diferenciado, pois este peixe possui um gosto marcante e sedutor ao paladar.

Tem a carne branca e se desfaz em lascas.

É excelente quando preparado em um fio de azeite e servido com risoto de limão. Pode-se usar como acompanhamento também a polenta com molho e tomates.

Robalo Assado com Batatas
Filé de Robalo
Robalo Grelhado
Robalo com cogumelos

Propriedades Nutricionais do Robalo

Uma porção de Robalo (aproximadamente 130 gramas) contém uma média de 125 calorias.

Ou seja, é um dos alimentos menos calóricos, pois contém cerca de 97 calorias a cada 100 gramas e conta com uma média de 23,6 g de proteína, 0,0 de carboidratos e 2,6 g de gordura.

O Robalo possui nutrientes como ômega 3 e cálcio.

Além disso o robalo é rico também em ômega 3, ferro e sais minerais como cálcio, iodo, fósforo e outros.

Reforça o sistema imunológico e auxilia ainda a memória, raciocínio e melhora a capacidade de concentração.

Reprodução do Robalo

Com a reprodução nos períodos de Novembro até Março e Abril, as fêmeas já passam a ficar mais nos lugares aonde irão fazer a desova.

Os machos formam seus grupos e também começam a frequentar este local.

Os Robalos maiores são mais solitários ou permanecem em casais quando está na época do reprodução.

As fêmeas então nadam suavemente rente ao fundo entrando e saindo de suas tocas.

Enquanto ocorre este movimento, os machos ficam atentos e mantém a atenção, vigilantes.

As fêmeas então vão depositar seus ovos na areia, cascalho, pedra rolada aonde em seguida os machos lançam o sémen e ocorre a fecundação.

Os machos podem ainda permanecer junto a sua fêmea para garantir a fecundação e protegê-la.

No inverno as fêmeas estão ovadas e a caminho de completar mais um ciclo reprodutivo.

Muitos ovos vão eclodir naturalmente, outros não terão tanta sorte e serão comidos, ou vão ser levados pela maré afora ou até mesmo enterrados.

Mas o ciclo reprodutivo natural funciona assim mesmo.

Por isso é importante sempre respeitar este período para que o emocionante esporte de pesca do Robalo esteja garantido ainda por muitas gerações!

As Leis Ambientais de Pesca

O período de desova desse peixe é muito importante, pois só assim se consegue garantir que espécie continue abundante em nossas águas.

Em se tratando de desova, é preciso ficar atento para as leis ambientais que dizem respeito a esta espécie.

Nos meses de Novembro e Dezembro, acontece sua reprodução, onde sua pesca é proibida.

Você pode consultar o calendário do Ibama para os períodos de defeso (período onde a pesca é proibida para permitira a reprodução as espécies) pelo próprio site da instituição.

Consulte o período de defeso clicando aqui

Alguns estados limitam também o tamanho permitido para a pesca.

No Paraná, por exemplo, o Robalo-Peva só pode ser capturado se tiver no mínimo 40cm. Já o Robalo-Flecha, o mínimo é entre 60 e 70cm.

Robalo Apreendido no Período de Defeso

Curiosidades Sobre o Robalo

  •  O Robalo é um peixe bom de briga. Costuma ser voraz quando pega a isca e mostra que de bobo não tem nada ao tentar se livrar do anzol;
  • Na região do Nordeste brasileiro é onde mais se concentra os cardumes. Ali inclusive é onde podemos encontrar espécies maiores e mais pesados;
  • 30 kg. Isso mesmo, é um peixe que pode chegar a mais de 30 kg;
  • Nosso amigo é muito desconfiado por si só, principalmente com as iscas artificiais;
  • Costuma caçar quando acontece a movimentação das águas seja na vazante ou quando a maré sobe;
  • Não se esqueça de sua marca registrada: o Robalo mesmo tem aquele fio, aquela listra que fica evidente ao longo de seu corpo;
  • O apelidado “rei dos manguezais” espalha sua nobreza por todo este ambiente, além de ficar nos no fundo de baías, lagoas e costas;
  • Na hora de saborear esta carne deliciosa, se quiser a posta inteira, é bom fazê-lo ao vapor. Se cozida, saiba que seu cozimento deve ser rápido para manter as fibras e também a umidade, mas assim mesmo a carne tende a se desfazer em lascas.

Com todas estas informações, agora você tem muitos mais motivos para embarcar nesta pescaria. Pronto para mais esta emoção?

Então prepare seu equipamento e vai viver essa emoção que é pegar esse peixe bom de briga.

Vou ficando por aqui, até o próximo artigo 😉

Deixe seu voto 😉
[Total: 2    Média: 5/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta