Garoupa

Esse é bem conhecido

Digamos que este é o peixe mais raro nas carteiras da maioria dos brasileiros: a Garoupa é o animal retratado na nossa cédula de cem reais.

O local onde a Garoupa está mais extinta é na carteira dos brasileiros

Existem muitas espécies de Garoupas, mas a que vamos abordar é exatamente a pintura de nossa nota que tem maior valor: a Epinephelus marginatus.

Foto da Epinephelus marginatus por Miguel Aleixo

De aparência robusta e quase um bonachão, este peixe famoso é fascinante e uma ótima pesca para quem gosta de uma boa emoção neste esporte.

Origem do Nome

A palavra garoupa vem possivelmente do dialeto indígena, na América do Sul. 

Não se sabe exatamente de onde o vocábulo se origina, mas o termo “grouper” em inglês, vem de garoupa, não do termo “group”.

Seu nome científico é Epinephelus marginatus, da ordem dos Perciformes, da família dos Serranidae.

Principais Características

A Garoupa tem um corpo gordo, a cabeça é grande com pequenos relevos e espinhas.

Ela possui pequenas escamas distribuídas por todo corpo.

Boca um pouco grande

Uma boca beeem grande e o pedúnculo de sua nadadeira caudal é mais grosso e curto.

As cores e seus padrões podem variar muito de acordo com a espécie, mas a característica básica neste aspecto é a de cores vivas e brilhantes.

No geral elas podem atingir mais de 1 metro de comprimento, mas existem especies que podem chegar até 3 metros!

Garoupa gigante

Ela tem uma cor parda e avermelhada ou marrom-escura, com manchas em tons de verde nas laterais que dão a impressão que existem faixas no mesmo sentido.

O ventre é mais amarelado e as nadadeiras, são escuras com extremidade mais clara e em formato arredondado.

Além da Garoupa mais conhecida no Brasil, que é a Epinephelus marginatus de nossa cédula de 100 reais, existem 3 outras espécies comuns em nossos mares: a Garoupa Pintada, a Garoupa de Trindade e a Garoupa de São Tomé.

Garoupa Pintada, Garoupa de Trindade e a Garoupa São Tomé também são mais encontradas no litoral brasileiro

Onde Encontrar

Encontrada em todo litoral brasileiro principalmente no Sudeste

A Garoupa está presente e distribuída por todo litoral brasileiro, mas na área próxima ao Rio de Janeiro é onde a incidência desse peixe é maior.

Fora do Brasil a encontramos pelo Atlântico Leste e Sudoeste e Oceano Índico Ocidental.

Veja no mapa da FishBase onde podemos achar esse peixe.

Mapa da localização atual das Garoupas

Hábitos da Garoupa

Garoupa de São Tomé

Ela costuma ficar mais ao fundo, habitando os corais e rochas, se escondendo mais em tocas e formações rochosas.

Os adultos costumam ficar entre 15 e 100 metros de profundidade.

Costuma viver sozinha e é bem territorialista.

Alimentação

São fortes predadores e costumam se alimentar de lulas, moluscos, peixes, lagostas, camarões e ouriços.

Belíssimo predador

Reprodução e Acasalamento

Todas nascem fêmeas e depois algumas serão machos

Uma curiosidade sobre as Garoupas, é que todas nascem fêmeas e depois, algumas se tornam machos. 

Elas são então, hermafroditas.

Quando atingem sua maturidade sexual aos 5 anos de idade, estão com cerca de 50 centímetros.

O juvenil de Garoupa

Ao atingir os 90 centímetros em média, o sexo pode passar a ser masculino aos 15 anos de idade.

Um dado interessante é que a Garoupa fêmea só vai se transformar em macho se houver uma certa pressão populacional ao seu redor. 

Se não houverem juvenis próximos, ela pode nunca vir a se tornar macho.

Só formam cardumes na época da reprodução, que é durantes as estações mais quentes.

Vamos à Pesca!

O equipamento necessário é o de ação média à pesada mesmo para espécies menores. pois a Garoupa assim que se sente fisgada, vai buscar se abrigar em sua toca fazendo arrancadas muito fortes. 

Elas faz arrancadas fortes

Daí podemos recomendar o uso de linhas de multifilamento confeccionadas com kevlar.

Equipamento de ação média à pesada

A vara deve ser dura e de ação rápida, que comporta linhas de 12 até 30lbs sendo que o molinete deve ter até 100 metros de linha com 0,50 mm de diâmetro.

Vara dura e de ação rápida

É importante usar 3,0 metros de linha de 0,70 mm de diâmetro como arranque e anzóis de 6/0 até 12/0 de tamanho não sendo necessário encastoar.

Anzóis de 6/0 até 12/0, sem necessidade de encastoar

As iscas naturais mais usadas são as de sardinha, atum e bonito.

Iscas naturais podem ser de sardinha, atum ou bonito

As artificiais, devem ser as de fundo como os plugs de barbela longa, jigs e grandes shads.

Shad grande

Propriedades Nutricionais

Com sua carne magra e branca, a Garoupa no entanto é um pouco mais rígida em relação a pescada, por exemplo.

Postas de Garoupa

Além disso, é rica em proteína e tem baixo teor de colesterol e gordura.

Um filé de Garoupa com 260 gramas, oferece 238 Calorias, 2,6 gramas de Gordura, 0 Carboidrato e 50,2 gramas de Proteína.

Garoupa na Culinária

Peixe considerado nobre na gastronomia, a Garoupa tem a carne firme e ao mesmo tempo muito versátil na hora de se preparar um bom prato.

Uma boa pedida é o simples e delicioso Arroz de Garoupa:

Arroz de Garoupa

E para quem gosta de um belo assado, vai esta delícia de Garoupa No Forno:

Garoupa no Forno

E para finalizar, uma bela Garoupa Recheada:

Esse Peixinho Recheado

Curiosidades

  • A Garoupa tem uma das pescas mais exploradas no país e está prestes à entrar para a lista de animais em risco de extinção;
  • Existem alguns projetos que estudam, criam em cativeiro e devolvem Garoupas ao mar para repovoar os ambientes com este lindo peixe. Acompanhe aqui esta reportagem do programa Terra da Gente que mostra o Projeto Garoupas ao Mar que é realizado em Ilhabela, SP;
O Projeto Garoupas ao Mar está repovoando o litoral paulista com cardumes desse peixe
  • Uma das maiores já pescadas que se tem notícia tinha 192 quilos e foi pescada no Oceano Índico em 2016. Foram necessários 7 homens para conseguir embarcar esta enorme pesca. Hoje em dia acredita-se não haver mais espécies deste tamanho;

  • Apesar de ser considerada um peixe tranquilo, ela é um predador por natureza e chega a atacar tubarões quando tem oportunidade. Veja aqui um vídeo que mostra esse peixe incrível atacando um tubarão de maneira implacável.
Atacando tubarões

Sem dúvida um dos peixes mais fascinantes de nossa fauna marinha é a Garoupa. 

Seu aspecto imponente e a beleza de seu porte e cores traz ainda mais fascínio na hora de encarar este magnífico animal.

Pois então, está pronto para mais esta emoção de pescador?!

Deixe seu voto 😉
[Total: 0    Média: 0/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •