Jaú

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (51).jpg

Simplesmente um dos maiores peixes da região amazônica, o Jaú é conhecido também como Jundiá de Lagoa.

Muito famoso pelo seu tamanho e também por ser bastante voraz na hora de atacar suas presas, esta pescaria  traz muitas emoções aos pescadores que têm disposição(e músculos) para este desafio.

Existem espécies diferentes que têm o mesmo nome, diferem apenas na cor, manchas ou pintas na pele e tamanho.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (5).jpg
As duas espécies conhecidas como Jaú mais comuns são o Zungaro zungaro(o de cima) e o Zungaro jahu

Origem do Nome

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (28).jpg

A palavra Jaú vem do Tupi Guarani, j-au; que significa o sujo. Isto devido ao costume do Jaú de habitar o fundo das águas, em regiões enlameadas.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (7).jpg

Já o seu nome científico é Zungaro zungaro/Zungaro jahu, da família dos Pimelodidae, da ordem dos Siluriformes.

 Suas Principais Características

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (3).jpeg

É um peixe de couro com grandes proporções.

Como dissemos antes, duas espécies são conhecidas como Jaú: O Zungaro zungaro e o Zungaro jahu. Este último tem a tonalidade mais clara, com um amarelo esverdeado. Mas em ambos a barriga é mais clara e os dois possuem pintas espalhadas no corpo.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (27).jpg

Sua cabeça é grande e achatada em contrapartida, o corpo vai se afunilando em direção à sua cauda.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (32).jpg

A boca é bem desenvolvida e suas nadadeiras peitorais tem espinhos assim acontece também com sua nadadeira dorsal.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (62).jpg

A cor predominante é parda ou verde-azeitona. Chega a medir 1,90 metros e pesar mais de 100 kgs.

O Jaú quando mais jovem é chamado de Jaupoca. Este tem pintas em tom de violeta espalhadas pelo seu dorso mais amarelado.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (13).jpg
Quando mais jovem possui as extremidades e pintas em tom violeta que escurecem com o tempo

Possui barbilhões mais curtos que saem do maxilar. Estes não chegam a passar a nadadeira dorsal.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (16).jpg

Onde Encontrar

Encontrado na Bacia Amazônica e Araguaia-Tocantins, além de regiões Norte, Centro-Oeste e estados de Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, além de Paraná, Paraguai e Uruguai.

Vale ressaltar que no estado de São Paulo, o Jaú já se encontra quase extinto.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\jaú mapa.jpg

Hábitos do Jaú

O Jaú costuma ficar nos poços de cachoeira, canal do rio onde costuma ir no período de água junto de cardumes de outros peixe que migram rio acima a fim de atacá-los para se alimentar.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (4).jpg
Fica no fundo de cascatas e corredeiras esperando por suas presas
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (34).jpg

Na região Amazônica não é considerado muito importante a nível comercial, mas sua carne é bastante apreciada no Sudeste do país.

Por conta disso, a pesca exploratória pode colocar em risco a espécie.

Veja como pescar e os CUIDADOS com um Bagre nesse artigo

Sua Alimentação

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (55).jpg

É piscívoro, se alimenta de peixes de escamas se escondendo em poços naturais que são feitos pelas cascatas e espera as presas que sobem o rio em seu processo de reprodução migratória e os ataca ferozmente.

Reprodução e Acasalamento

Ele faz migração reprodutiva. De Novembro até Fevereiro é seu período de Defeso.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (21).jpg

Uma fêmea de jaú que tem uma média de 70 kg possui ovários que podem pesar 4 kgs e estes, produzem uma média de 3,5 milhões de ovos.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (15).jpg
Juvenis de Jaú

Sua desova é total e os ovos não são adesivos.

Suas larvas assim que eclodem, se alimentam de larvas de outros peixes. Porém esta alimentação só ocorre se for possível na penumbra, com pouca luz. 

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (31).jpg

Caso o local das larvas crescerem e se alimentarem tenha muita claridade, estas morrerão de fome.

Vamos à Pesca!

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (17).jpg

Para os pescadores amadores, esta é uma das pescas mais difíceis.

Seu porte grande e uma resistência brutal ao ser fisgado é complicada e torna sua pescaria ainda mais desafiadora.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (25).jpg

As varas precisam ter a resistência pesada.

Linhas são as de 30 até 50 libras.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (22).jpg
Linha até de 50 libras
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (33).jpg

Anzóis encastoados número 8/0 ao 14/0, mas isto vai depender da isca que for usada.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (18).jpg
Anzóis encastoados do 8 ao 14

O chumbo oliva de peso que vai de 300g até 1 quilo é o indicado. O peso depende da profundidade que se teme a força da correnteza. O ideal é que fique pendurado à uns 20 cm depois do anzol por uma linha mais fina um pouco em relação a linha da pesca em si; amarrado ao girador.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (23).jpg
Peso até 1 kilo

O Jaú só se interessa por isca naturais como peixes pequenos(cascudo,mandi,tuvira,muçum,etc) além do tradicional minhocuçú.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (24).jpg
Tuvira como isca agrada ao Jaú

A pesca noturna costuma ter maior êxito e lembre-se sempre de conferir se a isca está no fundo mesmo.

Veja como pegar Tuvira para fazer isca viva aqui

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (3).jpg

O melhor local para arremessar é nos poços logo depois das corredeiras.

É um peixe que briga sujo! Ele usa a correnteza ao seu favor e se esconde por entre as pedras ao ser fisgado.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (36).jpg

Acompanhe aqui neste vídeo uma pesca desembarcada de um belíssimo Jaú.

Propriedades Nutricionais

Uma porção de 159 gramas de carne de Jaú pode oferecer 189 Calorias, 9,4 grama de Gordura, 0 Carboidrato e 24,2 grama de Proteína.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (1).jpeg

O Jaú na Culinária

Bem conhecida pelas deliciosas receitas, a região pantaneira também costuma aproveitar bastante a pescaria de Jaú.

Uma receita típica e tradicionalíssima, é esta Peixada Pantaneira:

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (52).jpg
Peixada Pantaneira

Outra delícia é este Jaú em Postas:

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (2).jpeg
Jaú em Postas

E quem já ouviu falar de uma Bacalhoada feita com Jaú? Pois aqui vai a receita desta deliciosa Jaulhada:

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (58).jpg
Jaulhada

Curiosidades

A Lenda do Peixe Jaú

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (19).jpg

Tribo Kainkang

Diz a lenda que um jovem guerreiro da tribo Kaingang não aceitou o acordo firmado entre seu pai e o chefe de outra tribo onde a mão de uma jovem e bela índia era oferecida. Diante do acordo, o jovem revoltou-se e passou a atacar a outra tribo e em dada feita, encurralou o chefe e sua tribo causando muita violência e morte. Além disso, o acordo de paz entre as duas tribos foi então anulado.

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (47).jpg

Ocorre que o guerreiro inconsequente e apaixonado foi ferido muito gravemente e não tinha mais como escapar e para que seu corpo não servisse de troféu para a tribo rival, atirou-se em um ribeirão. Tupã o teria castigado transformando-o em um peixe, o Jaú.

No dialeto dos Kaingang, o nome Ya-hu significava “o corpo de filho rebelde”.

  • Em 2013, no Mato Grosso do Sul, um pescador teve a façanha de fisgar um Jaú de 1,75 metros e 80 kgs. Por incrível que pareça, a pesca foi feita com um cavalinho/joão-bobo(equipamento artesanal onde a isca é presa em uma garrafa pet vazia e deixada lá boiando no curso do rio). “ O peixe é maior que o meu irmão” disse o pescador na ocasião;
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (54).jpg
                “Maior do que meu irmão!”
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (53).jpg
  • O Jaú já foi protagonista de um dos episódios do programa River Monster com Jeremy Wade.
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (6).jpg
Jeremy Wade segurando o Jaú no seu programa River Monsters

O Jaú não é páreo para qualquer pescador, não. É um peixe brigador e que traz junto toda uma lenda e riqueza na experiência da pesca esportiva que certamente trará lembranças para uma vida inteira.

E aí? Você realmente está pronto para o Jaú?

G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (12).jpg
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (43).jpg
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (37).jpg
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (44).jpg
G:\Nova pasta (2)\Peixes\-Jaú\Excluir\Jaú (14).jpg
Deixe seu voto 😉
[Total: 2    Média: 5/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Ei Vc, entre no Grupo do Telegram e veja as novidades da pescaAperte Aqui