Transformação da Ilha do lixo, em um país oficial

A quantidade de plásticos que vão parar nos oceanos é absurda. Cerca de 8 milhões de toneladas de lixos plásticos acabam em nossos oceanos.

As consequências são catastróficas, 1 milhão de aves marinhas são mortas. Isso é uma realidade.

Ilha do Lixo

“Great Pacific Garbage Patch”, conhecido também como “Turbilhão de lixo no pacífico”, é um giro de detritos marinhos na região central do Oceano pacífico Norte.

Descoberto em 1997 através do capitão Charles Moore, o imenso depósito de lixo flutuante é difícil medir com precisão, porém é dito que tem o dobro da França.

Veja também: O que você precisa saber sobre as Mudanças Climáticas

Dois criativos publicitários tiveram a ideia de imaginar as “Ilhas de lixo” como um país oficialmente reconhecido pelas Nações Unidas.

Os publicitários Michael Hughes e Dalatando Almeida, foram os idealizadores da campanha, o objetivo é aumentar a conscientização sobre as mudanças climáticas e a poluição.

 

Criatividade para conscientizar

A campanha tem a sua própria bandeira, passaportes, carimbos oficiais e uma moeda, desenhada por Mario Kerkstra é feita de notas de 20,50 e 100 com baleias, tartarugas e focas mortas por lixos flutuantes.

“Queríamos uma forma de garantir que os líderes mundiais não ignorassem”, afirmaram Hughes e Almeida à Creative Review. 

Cédulas para conscientização

A campanha teve o apoio de grandes nomes como Judi Dench, Mo Farah, The Plastic Foundation e a editora LADBible.

As duas organizações parceiras assinaram recentemente uma carta enviada às Nações Unidas, solicitando o reconhecimento da Ilha do Lixo como Estado-nação, a fim de obrigar outros países a limpá-la de acordo com a Carta Ambiental da ONU.

“Não queremos mais adição de plásticos, então vamos buscar por materiais biodegradáveis ao invés de lixo.” 

“O carbono terá um preço que também afetará a atratividade econômica do plástico.”

50 bilhões de toneladas nos últimos 60 anos é completamente inadmissível.”

“O plástico contribui para o processo climático, está destruindo os oceanos e alguns deles aparecem nos peixes, nós consumimos esses peixes, isso é nojento.”

“Os oceanos são cruciais para a nossa sobrevivência e precisamos protegê-los.”

 Essas foram as palavras do ex-vice-presidente e ativista ambiental dos Estados Unidos Al Gore.

Esse é um assunto que precisa de atenção, pois cresce rapidamente, é importante fazer com que as pessoas tenham ciência da gravidade deste antigo problema.



Deixe seu voto 😉
[Total: 0    Média: 0/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Ei Vc, entre no Grupo do Telegram e veja as novidades da pescaAperte Aqui