Novo recorde: Polvo Dumbo é encontrado a 7km de profundidade!

Se você estiver inteirado com os bichos fofinhos dos mares então deve conhecer esse pelo nome polvo Dumbo, justamente por lembrar do tão conhecido desenho Dumbo. 

E ano passado ele foi visto nadando em torno do fundo do Oceano Índico quase 7.000 metros abaixo da superfície da água, a mais profunda observação de um cefalópode vivo.

São 7 quilômetros de profundidade! Consegue imaginar como isso é fundo?

Diga X

O registro dele (Atlantic Productions para o Discovery Channel)

Essas raras imagens foram capturadas em abril de 2019 pelos biólogos marinhos da Universidade de Newcastle, no Reino Unido.

Foi usada uma câmera de isca autônoma baixada na Trincheira Java do leste do Oceano Índico, bem perto da Indonésia.

Mas essas imagens só foram relatadas na revista Marine Biology em maio deste ano.

É a primeira vez que este gênero é visto em uma profundidade hadal, regiões escuras com mais de 6km de profundidade e que só podem ser encontradas nas trincheiras oceânicas.

Conjunto de fotos do estudo publicado

A primeira equipe avistou um polvo dumbo, em uma profundidade de 5,760 metros, que brevemente detinha o recorde para o mais profundo cefalópode observado.

Mas somente alguns dias depois, eles avistaram a estrela deste estudo em uma profundidade de 6,957 metros.

“Foi uma grande surpresa, eu nunca esperava ver isso nessas profundezas”, disse Dr. Alan Jamieson para a IFLScience o, diretor de estudos e professor sênior de Ecologia Marinha na Universidade de Newcastle.

“Eu fiz bem mais de 400 lançamentos terrestres no mar profundo. Vi muitas coisas e muito raramente vemos polvos, e mesmo assim nunca imaginamos que eles iriam muito além de cerca de 5.000 metros.E aqui estamos nós, no espaço de uma semana filmamos um a quase 6.000 metros e um a quase 7.000 metros”, explicou o Dr. Jamieson.

O antigo recorde

Antes desta observação, a mais profunda evidência fotográfica no habitat  de um cefalópode foi de 5,145 metros, que foi avistada em 1971 na costa de Barbados no Caribe.

Foto do antigo recorde de 1971

O polvo dumbo, apelidado de elefante de orelhas grandes do filme Disney de 1941, é um gênero de cefalópodes composto por mais de uma dúzia de espécies. 

Os pesquisadores não têm certeza de que espécie este indivíduo era, mas eles têm uma forte suspeita de que pode ter sido uma nova espécie nunca documentada antes.

“Eu apostaria mil dólares que é uma nova espécie dada de onde e de quão profundo veio. Infelizmente, nós não pegamos nenhum então nós podemos nunca saber,” continuou Jamieson.

“Para mim, o que o torna especial, além de seu significado científico, é que ele mostra que, em primeiro lugar, que ainda são relativamente grandes e evidentes animais presentes na profundidade profundidade que desconhecemos, e em segundo lugar, que estes animais continuam a desafiar o ridículo estereótipos de que as pessoas pensam de mar profundo animais se parecem ou se comportam como”, acrescentou.

“Isto é apenas um pequeno polvo fazendo coisas de polvo, a diferença é que ele estava fazendo a 7 km debaixo de água.”

É comum que muitas pessoas pensem que nas profundezas só existem o que  chamam de “monstros dos mares”. Parte dessa culpa é da mídia e redes sociais, tente pesquisar “Animais dos mares profundos” e veja que logo aparece sobre animais horripilantes.

Mas não é bem assim, claro que existem só que boa parte tem uma aparência “normal”.

Até o peixe mais feio do mundo não  é  tão feio assim, só que tiraram ele do seu habitat e ele se desmanchou.

É isso, vivendo e aprendendo.

Deixe seu voto 😉
[Total: 0    Média: 0/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Ei Vc, entre no Grupo do Telegram e veja as novidades da pescaAperte Aqui