Consequências do Covid-19 ao Oceano, é preciso fazer uma reflexão

Os recursos do nosso oceano sustentam 3 bilhões de pessoas. Mais de 80% das mercadorias que consumimos são transportados sobre a água.

Por um tempo eles puderam nadar tranquilos


O comércio de peixe e frutos do mar gera mais de US $150 bilhões por ano ou seja 838 bilhões de reais.
E o turismo costeiro tornou-se uma importante fonte de receitas e empregos para muitas nações que são tomadas por ilhas vulneráveis.

Mas o movimento intenso dos navios prejudicou os nossos mares, o turismo em massa colocou uma enorme pressão sobre alguns dos ecossistemas mais ricos e frágeis do planeta, como os manguezais e os corais de recifes.

E a pesca industrial deixou cerca de 34% dos estoques globais de peixes abaixo de níveis biologicamente sustentáveis.

“Nosso uso cada vez mais insustentável dos recursos marinhos para atividades econômicas tem prejudicado a saúde de nossos oceanos, mares e costas”, disse Pamela Coke Hamilton, diretora do comércio internacional da UNCTAD (Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento).

“A crise COVID-19 oferece uma oportunidade de reverter à medida que reconstruímos setores da economia azul”, acrescentou.

 

A pandemia nos mostrou o quanto usamos o oceano de forma incorreta

As medidas globais de confinamento utilizadas para conter a propagação da pandemia do coronavírus causaram, até certo ponto, estragos nas indústrias da pesca, do turismo e dos transportes marítimos.

De acordo com a UNCTAD, as exportações de peixe e frutos do mar podem cair cerca de um terço este ano.

Precisamos cuidar de algo tão precioso


Para o turismo internacional, os dados disponíveis apontam para uma diminuição de 22% no primeiro trimestre de 2020.
E os dados do MarineTraffic mostram que as escalas portuárias de todos os principais tipos de embarcações diminuíram, especialmente para os navios de passageiros, que viram uma queda de 29% na primeira semana de maio.

O que precisamos saber sobre a poluição do oceano

O embaixador Rui Macieira, de Portugal, apelou aos governos e as empresas para reconstruírem de forma a garantir uma utilização mais responsável e a restauração do oceano, dos mares e das costas.

“A atual pandemia causou distúrbios em todos os setores da economia azul, mas devemos aproveitar este momento para garantir uma recuperação azul sustentável”, disse Macieira em uma reunião online das Nações Unidas realizada antes do Dia Mundial dos oceanos.

A pandemia trouxe consigo inúmeros aprendizados, assim como dependemos uns dos outros, mais do que nunca dependemos do oceano e para isso precisamos usar de forma sustentável.

Deixe seu voto 😉
[Total: 0    Média: 0/5]
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Ei Vc, entre no Grupo do Telegram e veja as novidades da pescaAperte Aqui